Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Desporto: Governo português homenageia o Mário Coluna

O Governo português atribuiu na tarde da passada quinta-feira (28) em Maputo, o Colar de Honra ao Mérito Desportivo a Mário Coluna. A cerimónia, conduzida por Miguel Relvas, Ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares de Portugal decorreu no Centro Cultural da Embaixada de Portugal em Moçambique.

O Governo português prestou homenagem a Mário Coluna, também conhecido por Mostro Sagrado, pelos seus brilhantes feitos enquanto jogador da selecção portuguesa de futebol e do clube Sport Lisboa e Benfica entre os anos de 1954 e 1968. A cerimónia foi presidida por Miguel Relvas, Ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares de Portugal.

Na cerimónia foram também lembrados os melhores momentos de Mário Coluna, enquanto jogador de futebol, os que curiosamente pesaram para a atribuição deste Colar de Honra ao Mérito Desportivo por Relvas a destacar: um dos melhores jogadores do Benfica entre os anos de 1954/55 e 1960/70; Duas vezes campeão europeu em 1961 e 1962; 57 vezes internacional A pela selecção de Portugal com oito golos marcados entre os anos de 1955 e 1968; Capitão da selecção portuguesa que em 1966 alcançou o terceiro lugar no Campeonato do Mundo de Futebol, bem como o facto de vigorar na lista dos 100 melhores jogadores do século XX segundo a FIFA.

Falando aos jornalistas, Miguel Relvas começou por celebrar a sua emoção por estar ao lado de Eusébio, Augusto Matine bem como do próprio Mário Coluna que, para si, foram os grandes ídolos da sua juventude.

“Tomei a decisão de oferecer este colar ao Mário Coluna porque foi graças a ele, tal como a Eusébio, a Matine e a muitos outros, que o povo português construiu a sua maneira de ser e afirmou-se no mundo desportivo. E ao valorizarmos aqueles que nos ajudaram a conquistar o mundo e a ter sucesso, estamos a semear novos vencedores, novos casos de sucesso e foi mesmo para isso que vim a Moçambique”.

O governo moçambicano, representado pelo vice-ministro da Juventude e Desportos, Carlos de Sousa, por sua vez enalteceu a iniciativa do governo português e disse que “é para nós um orgulho particular, um incentivo e um exemplo que deve ser seguido pelos mais novos. Mário Coluna representa um exemplo de vida para todos os moçambicanos e que tenha muitos e longos anos de vida para que possa transmitir a sua experiência”.

“Tenho somente a agradecer ao Governo português por mostrar ao mundo aquilo que fui no desporto mundial porque, felizmente, joguei no mundo e não somente em Portugal. Eu conheço o mundo graças ao futebol e me sinto de todo orgulhoso por saber que eles (governo e dirigentes desportivos portugueses) vieram a Moçambique para me oferecer o Colar de Honra” Disse Mário Coluna, visivelmente emocionado com a homenagem.

Importa referir que durante a cerimónia, bastante concorrida por fazedores do desporto dos dois países, Moçambique e Portugal, Mário Esteves Coluna esteve sentado ao lado de Eusébio, o Pantera Negra, a quem o tem como afilhado.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!