Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Desportivo goleia e iguala Maxaquene que perdeu em casa

O Desportivo de Maputo deu espectáculo e goleou o representante da província de Cabo Delgado no passado domingo (20) com um hat-trick de Jojó, numa das cinco partidas da 15ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol, o Moçambola, que ficou incompleta devido ao adiamento dos jogos das equipas que cederam jogadores aos “Mambas”. Na terça-feira, em casa, o Maxaquene foi derrotado pelo Clube de Chibuto.

Antero Cambaco parece ter encontrado a forma de reavivar a raça dos alvinegros de Maputo nesta segunda volta do Moçambola. Depois de uma vitória no Caldeirão do Chiveve, na semana passada, o Desportivo somou a sua segunda vitória consecutiva e com muitos golos. Três minutos foi o tempo necessário para o primeiro golo: pontapé de canto marcado por Lanito, Fanuel remata sobre o corpo de um contrário e o esférico sobra para Chana, que se limitou a encostar, fazendo o primeiro golo.

Daí para a frente só deu Desportivo, ou melhor, quem deu espectáculo foi Lanito, abrindo espaços, segurando a bola e servindo os seus companheiros. À passagem do minuto 20, o número 10 viu Jair no centro da área, enviou-lhe a bola, e este só teve que cabecear para o fundo das redes de Valério.

Arnaldo Ouana, técnico do Ferroviário de Pemba, viu na jogada deste golo um pretenso favorecimento da juíza auxiliar, Olinda Augusto, ao Desportivo. “A senhora levantou a bandeirola e sofremos o segundo golo.

Daí para a frente tudo ficou complicado.” E como ficou complicado! Pouco depois da meia hora de jogo, Lanito voltou a dar espectáculo: a partir do círculo central viu Jojó e serviu-lhe a bola com um passe magistral. Este, primeiro tirou o guarda-redes do caminho e, depois, escolheu para onde queria atirar a bola e começar a goleada.

Depois do descanso, os representantes de Cabo Delgado ainda tentaram reagir à desvantagem; Sassy ganhou a bola perto da linha da grande área e rematou para defesa atenta de Wilson, que até aí tinha sido um mero espectador.

Os alvinegros controlavam a partida e, no minuto 63, aumentaram a goleada. Jair galgou terreno pelo flanco esquerdo, cruzou para a pequena área onde Jojó, com um toque subtil, bisou. Sete minutos depois Lanito volta a servir Jojó que, apenas com o guarda-redes Valério pela frente, foi imperdoável: marcou o quinto da sua equipa e o terceiro da sua conta pessoal.

Com a goleada consumada, os alvinegros baixaram a guarda e os representantes de Cabo Delgado conseguiram marcar o seu golo de honra por Maninho que, no minuto 80, aproveitou uma defesa incompleta de Wilson depois de um livre soberbamente marcado pelo inconformado Sassy, fixando o resultado final em 5 a 1.

A equipa de Antero Cambaco saltou para a quarta posição enquanto o Ferroviário de Pemba afunda-se na última e o seu treinador, Arnaldo Ouana, vê nas mulheres as razões do fracasso da equipa.

“Aparecem muitas senhoras no nosso campeonato. O que é mais grave é que aparecem nos nossos jogos; não sabemos qual é critério usado para as nomeações dos árbitros, e isso só acontece em Moçambique.”

Tricolores voltam a marcar passo na luta pelos lugares cimeiros

Ainda no domingo passado, em Nampula, o Ferroviário local recebeu e venceu o Têxtil de Púnguè pela margem mínima, mantendo-se confortável na segunda posição, com 28 pontos menos, seis que o líder, a Liga Muçulmana que só vai entrar em campo no próximo dia 06 de Agosto.

No Songo, o HCB voltou às vitórias goleando o Estrela Vermelha da Beira, por 3 a 0. Os golos dos hidroeléctricos foram apontados por Luís (2) e Eurico (1), que se estreou a marcar na presente edição do Moçambola. Com a vitória, o conjunto de Wedson Nyerenda continua firme na terceira posição.

Na capital da Zambézia, os locomotivas locais receberam e venceram o Desportivo de Nacala pela marca mínima, resultado que lhes permitiu afastar-se mais da zona de despromoção. Cosme fez o tento do Ferroviário de Quelimane e alcançou o avançado Mário na lista dos melhores marcadores.

Já na terça-feira (22), em jogo adiado devido à ausência dos jogadores cedidos à selecção nacional, o Maxaquene foi derrotado em casa pelo Clube de Chibuto. O golo dos Guerreiros de Gaza foi apontado por Cedric à passagem do minuto 55.

A equipa de Chiquinho Conde reparte a quarta posição com o Desportivo de Maputo.

Quadro de resultados dos jogos realizados na 15ª jornada:

Desportivo de Maputo 5 – 1 Ferroviário de Pemba

Ferroviário de Quelimane 1 – 0 Desportivo de Nacala

HCB de Songo 3 – 0 Estrela Vermelha da Beira

Ferroviário de Nampula 1 – 0 Têxtil de Púnguè

Maxaquene 0 – 1 Clube de Chibuto

Esta jornada só ficará completa no dia 06 de Agosto quando se disputarem as partidas:

Liga Muçulmana X Ferroviário de Maputo e Ferroviário da Beira X Costa do Sol.

Melhores marcadores

Sete golos Cosme (Ferroviário de Quelimane) e Mário (Ferroviário da Beira)

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!