Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Desorganização marca primeiro dia de inscrições na UEM

Teve inicio ontem, de forma desorganizada, o processo de inscrição dos estudantes da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), a maior e mais antiga instituição do ensino superior em Moçambique, para o segundo semestre lectivo.

Cerca de cinco centenas de estudantes dos cursos de letras afluíram em massa no Registo Académico da UEM nas primeiras horas da manhã e, na sua maioria, manifestaram-se decepcionados com a forma desorganizada como está a decorrer o processo. “Há muitas filas por formar e nenhuma delas está a andar”, disse Marcos Matusse, estudante daquela instituição, que aceitou falar a AIM. Matusse chegou ao local às oito horas da manhã (seis horas TMG) e só conseguiu ocupar o lugar 223 na fila que até perto das 11 horas tinha perto de 500 estudantes.

Nesta fila, os estudantes aguardam pela atribuição das fichas de inscrição, depois cumprem uma outra fila para poderem comprar guias de comprovativo de depósito do dinheiro de inscrição junto do banco. Depois de adquirirem as fichas de inscrição e as guias de comprovativo de depósito, os estudantes (do terceiro e quarto anos) sujeitam-se a uma outra fila destinada a apresentação das suas propostas de disciplinas adicionais a cursar durante o segundo semestre. O curioso é que existem apenas duas pessoas para garantir o atendimento dos estudantes nas três filas.

Para se fazer ouvir, o funcionário da UEM com a missão de atribuir as fichas de inscrição sobe por cima de uma mesa e chama em voz alta a sequência dos nomes escritos na folha que indica a ordem dos estudantes. “Este processo está muito desorganizado”, disse, por sua vez, Sebastião Nhalusse, outro estudante, lamentando a possibilidade de permanecer naquele local durante todo o dia de hoje, já que não chegou a tempo de ocupar um dos primeiros lugares na fila.

Os estudantes culpam a Direcção do Registo Académico pelo facto de não ter organizado este processo de inscrição, sem basear nas experiências positivas dos anos anteriores. Com efeito, nesses anos, os estudantes de uma determinada faculdade inscreviam-se durante o mesmo período, mas cada grupo pertencente a determinado departamento o fazia em sua sala específica concebida para o efeito. Esta medida evitava a existência de filas enormes de estudantes esperando pela sua vez de se inscrever.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!