Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Desmantelada em Manica rede de tráfico de diamantes

A Polícia da República de Moçambique (PRM) afirma ter já desmantelado uma rede de traficantes de diamantes da região de Marange, no vizinho Zimbabwe, produto comercializado sistematicamente e de forma ilícita no distrito de Manica, província do mesmo nome.

O comandante distrital da PRM de Manica, Pedro Manuel Jemusse, que dirige os destinos da corporação naquele ponto há cerca de um mês, disse que na reunião conjunta entre as polícias moçambicana e zimbabweana ficou decidido que a do Zimbabwe devia intensificar acções localmente, tendo em vista o combate ao contrabando de minerais.

De acordo com a fonte, Moçambique reafirmou o seu compromisso consistente na eliminação efectiva desta prática, o que culminou com o desmantelamento da rede, essencialmente composta por cidadãos supostamente de nacionalidade paquistanesa, que nos últimos tempos andavam em “massa” na cidade de Manica. “Neste momento os estrangeiros que se encontram na cidade de Manica são os que estão a desenvolver actividades comerciais lícitas”, afirmou Jemusse, falando há dias aos jornalistas.

A saída ilegal do diamante levou as autoridades zimbabweanas a estabelecerem uma posição policial, para assegurar a vigilância das minas de diamantes de Marange, indicam dados. O diamante, um mineral de alto valor económico, constitui um dos principais elementos com que o Zimbabwe conta para a sua economia, neste momento fragilizada pelas sanções tomadas internacionalmente, devido à suposta retirada de farmeiros de origem britânica, numa decisão do regime de Robert Mugabe.

Num outro desenvolvimento, o comandante distrital da PRM de Manica avançou que a corporação continuará implacável na luta contra o contrabando de minerais, situação que se registava ao longo da linha fronteiriça de Machipanda. Jemusse referiu que os suspeitos desta prática foram recambiados à sua proveniência, numa medida que se circunscreve não só no combate ao contrabando, como também contra a presença de ilegais que se dedicam às actividades obscuras.

A PRM em Manica desmantelou, igualmente, quadrilhas de assaltantes que se dedicavam ao roubo de gado bovino naquela parcela do país. O distrito é um dos maiores produtores de bovinos naquela província, onde o roubo destes animais ocorria com alguma frequência.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!