Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Desconhecidos matam um cidadão e abandonam o seu corpo numa vala de drenagem em Nampula

Um corpo sem vida foi encontrado, na manhã desta Quinta-feira (28), numa das valas de drenagem localizada no bairro piloto, posto administrativo de Muatala, arredores da cidade de Nampula, na província nortenha com o mesmo nome, onde desconhecidos assassinaram um cidadão que em vida respondia pelo nome de Alfredo Maciel que aparenta ter 27 anos de idade.

Testemunhas entrevistadas no local onde foi encontrado o referido corpo já sem vida, suspeitaram que os malfeitores que protagonizaram o crime fazem parte de um grupo de indivíduos que na calada da noite circulam em viaturas (táxis) ao longo das ruas da unidade 25 de Setembro, no bairro do piloto.

Entretanto, referiram que trata-se de situações que são muito frequentes naquela zona residencial e salientaram que em menos de duas semanas mais de cinco cidadãos indefesos foram vítimas de agressões que culminaram com o apoderamento dos seus pertences por parte dos meliantes.

E, a propósito, acusaram os agentes da polícia de estarem a fazer a sua actividade de patrulhamento nocturno nos locais com iluminação em detrimento das regiões menos visíveis (sem candeeiros eléctricos).

Após a identificação do corpo sem vida, a população local tratou de comunicar, imediatamente, as autoridades policiais que acabaram, no mesmo instante, neutralizando os principais suspeitos do crime, conquanto os outros comparsas encontram-se fugitivos com destaque para um indivíduo considerado por líder da quadrilha que dedica-se nos assaltos e agressões designado por França Mabele, residente no bairro de Mutauanha.

Em contacto com o porta-voz da polícia no comando provincial da PRM em Nampula, Inácio Dina, disse que o caso ainda não era (até na tarde desta Quinta-feiram, 28) do seu conhecimento, facto que não falou a nossa reportagem com os necessários detalhes sobre o incidente.

Dina disse que em termos de patrulhamento, a sua instituição encontra-se a empreender esforços visando melhorar os trabalhos no terreno, por exemplo, referiu-se da recepção de mais um grupo de agentes da lei e ordem que recentemente, terminaram o 28º curso de formação de quadros do Ministério do Interior, em Matalana.

Afirmou que em relação a sua distribuição, serão priorizadas aquelas regiões onde o processo de segurança pública carece de um reforço sobre o Recurso Humanos, para além, da necessidade de melhorar dos meios de circulação para facilitar a movimentação dos membros da corporação.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!