Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Descobertas mais regiões com urânio em Moçambique

Ascendem a, pelo menos, sete as regiões das províncias de Cabo Delgado, Niassa, Nampula e Tete onde existe o urânio, mineral que é utilizado na indústria bélica para produção da bomba atómica e de hidrogénio e ainda na construção de usinas nucleares para geração de energia eléctrica.

Algumas dessas regiões são, designadamente, Mavudzi, Muande, Mpanda-Uncua e Zóbuè, em Tete, Ngapa, no distrito de Mueda (Cabo Delgado), perto do rio Rovuma, Mucuaiaia (Niassa) e nas zonas dos distritos de Nacala-à-Velha e Murrupula (Nampula), segundo constam de mapas geológicos disponibilizados, esta terça-feira, ao Correio da manhã, pela Direcção Nacional de Geologia do Ministério dos Recursos Minerais.

Em declarações, semana finda, ao jornal Correio da Manhã, o director nacional adjunto das Minas, Geraldo Valoi, indicou não haver ainda nenhuma acção concreta de determinação das quantidades deste recurso natural existentes naquelas regiões, “porque o Conselho de Ministros está ainda a preparar uma legislação específica sobre minerais estratégicos, onde estará incluído, certamente, o urânio”.

A sua aprovação está apenas dependente da conclusão de um trabalho de levantamento dos minerais estratégicos que ocorrem em Moçambique e a ser realizado com base na sua raridade, dimensão da procura no mercado internacional, impacto relevante no crescimento da economia, criação de um número elevado de emprego, influência positiva relevante na Balança de Pagamentos, importância para a indústria militar e para tecnologia de ponta.

No continente africano, este elemento químico é produzido na vizinha África do Sul, no Níger e Namíbia, países que se juntam ao Canadá, Cazaquistão, Rússia, Uzbequistão, Estados Unidos da América (EUA), China e Ucrânia.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!