Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Crise económica suázi desencoraja emigração ilegal de moçambicanos

A grave crise económica que assola a vizinha Suazilândia já está a desencorajar, de forma “significativa”, a emigração ilegal de moçambicanos para aquele reino, a partir do posto transfronteiriço de Goba, na província meridional do Maputo, apurou o Correio da manhã junto das autoridades governamentais moçambicanas.

Até meados dos anos 90 do passado século XX, o posto transfronteiriço de Goba era considerado como uma das principais vias de emigração clandestina de moçambicanos para aquele reino, mas devido ao encerramento de várias unidades económicas e baixos salários praticados na Suazilândia, “grande parte da população local em idade activa opta agora por empregar-se em farmas de agricultores sul-africanos instalados nas regiões de Boane e Goba”, revelou, esta segunda-feira, ao Cm, Salomão Manhiça, chefe da localidade de Goba.

Devido ao seu elevado potencial agrícola, pelo menos quatro farmas de grande dimensão estão instaladas em Goba, desenvolvendo a produção de banana destinada ao consumo doméstico e exportação para vários mercados externos, segundo ainda aquele dirigente local.

Aquelas unidades produtivas são responsáveis pela criação de cerca de 500 novos postos de trabalho, no período compreendido entre 2010 a primeiro semestre de 2011. O posto transfronteiriço de Goba localiza-se no distrito da Namaacha e liga Moçambique à vizinha Suazilândia.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!