Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cresce interesse pelo projecto de ligação Maputo e Ka Tembe

O projecto de construção da ponte sobre a baía de Maputo, ligando a capital moçambicana e o distrito municipal da Ka Tembe, bem como outras infra-estruturas rodoviárias, está a despertar vários interesses de investidores nacionais e estrangeiros.

De acordo com Nelson Nunes, Director Executivo da empresa de Desenvolvimento de “Maputo Sul”, empresa responsável pelo projecto, para além de portugueses, há investidores chineses, espanhóis e de outros países interessados no empreendimento.

O projecto, esta avaliado em 500 milhões de dólares norte-americanos e consiste na construção de uma ponte e estradas ligando a cidade de Maputo à Ka Tembe, do outro lado da baia de Maputo, bem como estradas entre Boane-Bela Vista e Ka Tembe – Ponta D’Ouro.

Está ainda previsto um programa de desenvolvimento urbano da Ka Tembe e de requalificação do bairro da Malanga, na cidade de Maputo, com a construção de algumas vias de acesso.

Neste momento decorre a elaboração do pacote financeiro, que se prevê esteja pronto até Outubro próximo, segundo fez saber a fonte durante o seminário sobre o Plano de Desenvolvimento e impacto regional do projecto.

Entretanto, segundo explicou Nunes, o mesmo está dependente dos estudos preliminares que estão em curso. “Há vários interessados no projecto. Primeiro iniciamos com os portugueses (o consultor), e temos investidores da China, Espanha, entre outras nacionalidades, interessados em desenvolver o projecto” disse a mesma fonte.

Segundo o programa de actividades, o arranque das obras deverá ocorrer no início de 2012. “Continuamos a trabalhar na conclusão do pacote financeiro e o mais importante agora é terminarmos todos os estudos. O projecto vai determinar o valor exacto da ponte e das respectivas estradas e nessa altura encerra-se o pacote financeiro e arrancam as obras”, explicou ele.

Para dar lugar a estas obras, o bairro da Malanga, na cidade de Maputo, e outros do lado da Ka Tembe serão requalificados, um processo que também deverá envolver a transferência de algumas famílias.

Os estudos preliminares em curso vão indicar quantas famílias deverão ser transferidas e onde elas serão reassentadas. O vice-Ministro das obras públicas e habitação, Francisco Pereira, disse que o Governo considera este projecto prioritário pela sua importância na região sul.

“Este é um projecto prioritário, não apenas pela sua monumentalidade e beleza, que certamente vai ter, mas pela importância do mesmo nesta região sul do nosso país. Não se trata de facto de uma ligação da cidade de Maputo à Ka Tembe, porque essa existe e poderia ser sempre melhorada com novos e modernos ferry-boats”, afirmou Pereira.

A ponte terá portagem, de forma a garantir a sustentabilidade do empreendimento por via da participação dos utilizadores. Este projecto está associado aos esforços das autoridades moçambicanas com vista a criar alternativas para descongestionar as entradas e saídas da cidade de Maputo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!