Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

CPI augura bom crescimento de investimento

O Centro de Promoção de Investimento (CPI) augura melhores perspectivas de crescimento económico para o ano em curso, mercê da implementação, em várias províncias do país, de diversos projectos aprovados no ano anterior (2009).

Momade Rafique, director do CPI, que falava na Mesa Redonda sobre o Investimento e Oportunidades de Negócios em Moçambique, havida hoje, em Maputo, disse que as perspectivas para 2010 são boas, situação que contribuirá tanto para o crescimento da economia como das comunidades que são beneficiárias desses projectos. Rafique apontou, por exemplo, que foram autorizados no ano transacto 250 projectos com um investimento de 5.7 biliões de dólares norte-americanos e com uma perspectiva de emprego de pouco mais de 26 mil postos de emprego.

A este valor de investimento acrescese o montante de pouco mais de 398 milhões de dólares, fruto da aprovação de adendas a 63 pedidos de aumento de investimento nos projectos autorizados, perfazendo, assim, pouco mais de seis biliões de dólares do valor total de investimento. Os sectores da indústria (60 projectos), turismo e hotelaria (57 projectos) e serviços com 51 são os três principais sectores com maior número de projectos aprovados. No que toca ao volume de investimento, segundo Rafique, o sector da agricultura e agro-indústria ocupam a primeira posição com 86 por cento, turismo e hotelaria com 4,59 e indústria com 3,33 por cento.

A posição ocupada pela agricultura e agro-indústria, tanto quanto ao valor de investimento quanto ao número de postos de trabalho, deve-se a aprovação de três grandes projectos, entre eles a ‘Portucel Moçambique’, ‘Lurio Green Resources’ e o “Grown Energy Zambeze”. Os dois primeiros estão avaliados em pouco mais de dois biliões de dólares e o último em 224 milhões de dólares. Momade Rafique disse que estes e outros projectos espelham o crescimento contínuo que o país está a registar e o CPI continuará a procurar garantir que eles tenham um impacto positivo no crescimento económico.

O CPI tem por objectivo promover a atracção de investimento directo nacional e estrangeiro; garantir a assistência institucional aos investidores na aprovação e implementação de projectos de investimentos, bem como promover, receber e aprovar projectos de investimento; garantir a concessão de incentivos fiscais e aduaneiros aos investidores, entre outros.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!