Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cortejo fúnebre levará restos mortais de Nelson Mandela a Union Building

Depois da cerimónia de homenagem que teve lugar esta terça-feira no Soccer City Stadium, os restos mortais do primeiro Presidente negro da África do Sul e ícone da luta contra o sistema de segregação racial, o apartheid, Nelson Mandela, serão transportados até Union Buildings, residência presidencial, na cidade de Pretória, nesta quarta-feira, acompanhados por um cortejo fúnebre.

O corpo estará em câmara ardente até sexta-feira e qualquer cidadão poderá render a sua última homenagem a Nelson Mandela, antes de ser sepultado no domingo, dia 15, em Qunu, aldeia do seu clã thosa, na província do Cabo Oriental.

Embora a África do Sul tenha rejeitado por diversas ocasiões falar sobre o funeral de Mandela antes da sua morte, os preparativos estavam já a ser feitos há anos. “Obviamente não estamos a começar do zero em termos de organização”, disse o porta-voz do Ministério sul-africano dos Negócios Estrangeiros Clayson Monyela, acrescentando que?”temos um sistema que entra em funcionamento sempre que temos eventos desta magnitude”.

Desde que Mandela morreu na sua residência, cercado pela família e após uma longa batalha contra uma infecção pulmonar, os 52 milhões de sul-africanos mergulharam numa comoção que não se via desde que Mandela foi libertado após 27 anos de prisão, em 1990, e da sua eleição presidencial, quatro anos depois.

No último domingo, admiradores lotaram igrejas, mesquitas, sinagogas e salões comunitários para rezar e louvar o homem que é considerado o “Pai da Nação” e um farol global de integridade, rectidão e reconciliação.

Homenagem no Soccer City

O Ministério sul-africano dos Negócios Estrangeiros confirmou a participação de cerca de 90 chefes de Estado e de governo, nas cerimónias desta terça-feira, no Estádio do FNB (que no mundial de 2010 foi chamado de Soccer City), que serviram para homenagear a Nelson Mandela.

Na cerimónia, tida como de inimigos políticos, o destaque vai para a presença do Presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, do Irão, Hassan Rouhani, de Cuba, Raúl Castro, do Zimbábwè, Robert Mugabe, e o Primeiro-Ministro britânico, David Cameron. Este evento superou, em termos de participação, as maiores reuniões globais de dignitários na história recente, tais como os encontros das Nações Unidas.

Obama fez-se acompanhar dos seus antecessores, George W. Bush, Bill Clinton e Jimmy Carter. Por seu turno, a Presidente brasileira,Dilma Rousseff, participou na cerimónia de homenagem ao lado dos ex-Presidentes José Sarney, Fernando Collor de Mello, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva.

O Estádio do FNB, mundialmente conhecido por Soccer City, com capacidade para 90 mil pessoas, que se localiza em Nasrec, no Soweto, bairro que foi o epicentro da luta contra o apartheid, foi o local da última aparição pública de Mandela, onde, a 11 de Julho 2010, dentro de um carrinho de golfe, acenou para os adeptos na final da Copa do Mundo de futebol entre a Espanha e Holanda.

Mesmo com a chuva, a realização das cerimónias de homenagem a Mandela juntaram dezenas de milhares de sul-africanos de todas as raças, bem como imigrantes de várias nacionalidades, evidenciando desta forma a reconciliação e tolerância, defendidas por Mandela.

Na tradição africana, a chuva é sinal de que os deuses estão a receber-te e que as portas do céu provavelmente também estão a abrir-se”, afirmou o Vice-Presidente do Congresso Nacional Africano (ANC, partido de Mandela), Cyril Ramaphosa, que com Baleka Mbeti, directora nacional do ANC, desempenhou o papel de mestre de Cerimónia.

Simultaneamente, foi celebrada uma pequena homenagem na prisão da Ilha Robben, onde Mandela passou uma parte dos 27 anos de prisão, antes de ser libertado em 1990, para ser eleito presidente em 1994 e guiar a África do Sul a uma transição pacífica do apartheid à democracia multi-racial.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!