Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Consumo e tráfico de droga inquieta Gabinete Central de Prevenção em Nampula

O Gabinete Central de Prevenção e Combate à Droga (GCPCD) diz que está preocupado com os elevados índices de consumo e tráfico de droga no país, porém, não mostra dos dados que ilustrem tal cenário.

O chefe do Departamento de Educação Publica e Divulgação no GCPCD, Inácio Viniche, apontou as cidades de Maputo, Nampula e Beira como sendo as que mais casos de consumo e tráfico de estupefacientes registam.

A informação foi divulgada nesta segunda-feira (29) na cidade de Nampula, na abertura do seminário nacional de capacitação de 50 técnicos de prevenção e repressão do consumo e tráfico de droga, cujo objectivo é munir as pessoas que trabalham nesta área de conhecimentos que lhes permitam coordenar e melhorar as suas actividades.

Segundo Inácio Viniche, a lei sobre o tráfico de droga vigente no país pode estancar o problema, mas há fragilidades na sua aplicação devido à falta de recursos humanos e financeiros.

Por seu turno, o director do GCPCD de Nampula, Germano Joaquim, referiu que para combater o consumo e tráfico de droga deve-se envolver a sociedade civil na denúncia dos traficantes. Para o interlocutor, Nampula, sendo um corredor que faz fronteira com três províncias do país, nomeadamente Cabo Delgado, Niassa e Zambézia está, de há tempos para cá, a registar um aumento de casos de consumo e tráfico de estupefacientes. As fragilidades das fronteiras de Moçambique com os países vizinhos são apontadas como sendo uma das razões desse problema.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!