Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Conselho e Assembleia municipais da Beira não articulam de forma eficiente

No município da Beira, o segundo mais importante do país, os dois poderes autárquicos, nomeadamente o Conselho Municipal e a Assembleia Municipal não têm articulação eficiente. Quem denuncia o facto é o presidente da Assembleia Municipal, Mateus da Cecília Saize.

Refira-se que o conselho é gerido pela oposição enquanto a assembleia é dominada pela Frelimo. Seja como for, esse facto não pode constituir motivo para a não existência de uma articulação harmónica.

Os dois órgãos existem para servir a cidade, independentemente da ideologia que caracteriza os seus constituintes. O presidente da assembleia refere que tem havido eventos na cidade que o conselho promove sem o conhecimento do órgão que dirige, muitas vezes só toma conhecimento através da imprensa.

“E nós ficamos admirados, vários projectos, inaugurações, lançamentos de pedras, realizações de actividades de impacto para o município, muitas vezes esses projectos são aprovados pela Assembleia Municipal, mas quando chega a vez da sua execução a assembleia pura e simplesmente não sabe o que está acontecer” – afirmou Mateus Saize.

O presidente da Assembleia Municipal da Beira referiu numa comunicação recente à imprensa que o órgão que dirige sabe bem o que se está a passar, defendendo a criação de uma plataforma de pacificação entre as partes, para que no final o resultado do trabalho seja bom.

“O conselho e a assembleia todos estão a lutar para o bem dos munícipes e não adianta encontrarmos protagonismos individuais para a realização de um interesse da comunidade. Por isso os órgãos existem, devem trabalhar de forma coordenada para que o resultado para os munícipes seja benéfico” – afirmou Mateus Saize.

Conselho reage e defende que o relacionamento é salutar

Entretanto, o vereador para a área institucional no Conselho Municipal da Beira, defende o contrário, ou seja, afirmou ao nosso jornal que o relacionamento entre os dois órgãos autárquicos e salutar.

“Para nós não vemos nenhum problema. Temos estado a trabalhar juntos, como está a ver estou aqui eu, já não estaria aqui, podia estar a atender outro assunto, mas por ser um trabalho conjunto estamos cá” – afirmou, referindo-se a sua participação da comitiva do presidente da assembleia quando da recente visita a cidade.

O vereador disse que não constitui verdade que o conselho não dá a conhecer a assembleia quando promove eventos. “Dizer que nós não damos a conhecer não constitui a verdade, muitas vezes nós damos a conhecer só que eles pautam por estar ausente”.

A fonte afirmou muitas vezes quando o conselho vai realizar um determinado evento promove anúncios nos jornais solicitando a participaçao de todas partes interessadas e enviam uma cópia do jornal a assembleia.

“Então, é nesses moldes que vemos eles nem estão interessados a participar nesses eventos, não porque nós não solicitamos, se até pusemos no jornal” – defendeu-se

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!