Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Conselho de Segurança da ONU nomeia António Guterres como próximo secretário-geral

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) escolheu nesta quinta-feira, por unanimidade, o ex-primeiro-ministro de Portugal António Guterres como novo secretário-geral, recomendando que a Assembleia-Geral conceda cinco anos de mandato a ele a partir de 1° de Janeiro de 2017.

O presidente do Conselho de Segurança da ONU, Vitaly Churkin, afirmou depois que a escolha é uma mostra “muito forte de unidade”, a qual mostra que Guterres poderá contar com um forte apoio.

O embaixador russo descreveu o novo secretário-geral da ONU como uma pessoa “que fala com todos e que ouve toda a gente. Diz aquilo que pensa. Muito direta e acessível”. “Estou satisfeito”, disse.

O representante de Rússia, que tem a presidência do Conselho de Segurança durante o mês de outubro, enumerou mais qualidades do português para ter sido o escolhido. “Primeiro, tem credenciais muito boas junto das Nações Unidas. Foi Alto-Comissário para os Refugiados por 10 anos, viajou pelo mundo, viu alguns dos mais hediondos conflitos que existem”, disse.

Depois, acrescentou o diplomata russo, “é muito bom político, foi primeiro-ministro do seu país”.

Vitaly Churkin garantiu ainda que a escolha foi feita com justiça e que as candidatas mulheres tiveram uma hipótese justa. “Diria que tivemos um processo muito justo, encorajamos a candidatura de mulheres, 50% dos candidatos eram mulheres. Mas houve um sentimento generalizado de que o mais importante era ter o melhor candidato e acontece que o melhor candidato era António Guterres”, disse o embaixador russo.

Cabe agora à Rússia, enquanto presidente em exercício do Conselho de Segurança durante este mês, enviar a recomendação ao presidente da Assembleia Geral para este, Peter Thomson (Ilhas Fiji), redigir a resolução com a proposta do nome de António Guterres e que os 193 membros das Nações irão também aprovar dentro de dias.

A Assembleia Geral deverá reunir na próxima semana para a aprovação do nome de Guterres.

Primeiro-ministro de Portugal ntre 1995 a 2002 e António Guterres serviu como alto comissário da ONU para os refugiados de 2005 a 2015.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!