Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Conflito homem-fauna bravia continua a crescer no Niassa

O governo da província do Niassa, norte do país, continua a trabalhar na identificação de mecanismos conducentes a mitigação do conflito homem e fauna bravia que, além de vítimas mortais, provoca igualmente a destruição de extensas áreas cultivas para a geração de alimentos e outras culturas de rendimento.

A província, atravessada pela Reserva do Niassa, e também rica em reservas florestais, regista um crescimento de episódios de ataques por animais, sobretudo os elefantes que invadem os campos cultivados em busca de alimentos.

No comício que o Presidente da República, Armando Guebuza, orientou em Muapula, Posto Administrativo do distrito de Maúa, primeira escala da visita que está a efectuar a província, os residentes do posto que acorreram ao local pediram a tomada de medidas para colmatar a situação.

Recentemente, elefantes invadiram a sede, semeando pânico e agitação. No informe apresentado na Sessão Extraordinária do Governo Provincial alargada aos Administradores Distritais e outros Quadros, sem referir o número de vítimas, adianta-se a aquisição de 10 armas de fogo que foram alocadas aos distritos para a defesa de pessoas e bens.

Ainda no pacote de medidas visando fazer face a situação, o documento refere que foram criadas três fazendas de bravio, duas coutadas oficiais e 63 comités comunitários.

O Executivo provincial, de acordo com o informe, capacitou 15 caçadores comunitários, 42 guardas e quatro fiscais também de nível comunitário.

No mesmo contexto, foram realizadas 21 monitorias e canalizados 1.392 contos a seis comunidades dos distritos de Metarica, Nipepe, Mecula, Mavago, Maúa e Sanga.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!