Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Comunidade lusófona celebra Dia da Língua Portuguesa

Assinala-se, próximo Sábado, cinco de Maio, mais uma data festiva para celebrar o “Dia da Língua Portuguesa e da Cultura nos Países Lusófonos”. Para o efeito, a cidade do Porto, em Portugal, será palco de uma série de actividades artísticas e sócio-culturais.

Afinal, “de que cor é a lusofonia? Que cultura é esta que temos em comum: nós, moçambicanos, guineenses, portugueses, cabo-verdianos, angolanos, timorenses, brasileiros e são tomenses?” Estas são algumas das perguntas que a 10pt – Criação Lusófona mentora da iniciativa nos colocam para reflectir.

É neste contexto que, além da reflexão que se pretende instigar aos utentes da língua portuguesa, a 10pt – Criação Lusófona irá juntar (quase) toda a comunidade lusófona na cidade do Porto numa festa comum para celebrar o “Dia da Língua Portuguesa e da Cultura nos Países Lusófonos”.

Segundo os protagonistas da iniciativa, a festa irá começar na manhã do Sábado, na estação do metro do Bolhão, com a realização duma mostra de fotografia, com imagens da fotógrafa Susana Neves, “que retratam as texturas do que é ser lusófono e, à tarde, na sede da Associação 10pt – Criação Lusófona, na rua de S. Dionísio, 17, nas Fontainhas, mesmo ao lado do Jardim São Lázaro”.

Além de convidar à comunidade lusófona residente em Portugal e noutras regiões do continente europeu a “celebrar a memória que nos une e degustar, num festim, os saberes da nossa Língua-mãe, que é património e cultura”.

Refira-se que é protagonizada pela 10pt – Criação Lusófona, em parceria com associações, grupos e centro de estudos lusófonos na cidade do Porto.

A par da exposição fotográfica, “ai Maria”, de autoria de Susana Neves a ter lugar no metro do Bolhão, Moçambique far-se-á presente com danças tradicionais protagonizadas pelo grupo “3 Estrelas” e o “Allantantou” da Guiné.

Com a inauguração da referida mostra de fotografia no metro do Bolhão, o colectivo 10pt – Criação Lusófona concretiza também o lançamento de “ai Maria”, um projecto participativo de teatro, fotografia e vídeo, que conta com a participação das mulheres do centro histórico e da Diáspora lusófona na Invicta.

“A partir das histórias de vida destas mulheres vamos resgatar a memória do Porto, o quotidiano, registando a sabedoria, os afectos e os humores daquelas que são a força motriz no coração da Invicta”, refere uma fonte da organização que acrescenta que “todas estas histórias, além de resultarem em podcasts, fotografias, vídeos (pequenos documentários), textos num site e em livro, vão ser adaptadas para uma peça de teatro com autoria do actor e encenador Miguel Pinheiro”.

Em sinal de continuidade da celebração “o projecto “ai Maria” integrará em 2012 o programa do Manobras no Porto – uma iniciativa promovida pela Porto Lazer, EEM e FEDER, QREN”, como referem as fontes que estamos a citar.

Ao meio dia, realizar-se-à um encontro de Gastronomia com o fito de instigar à comunidade lusófona a apreciar e degustar iguarias de cozinheiras de São Tomé, Brasil, Angola, Moçambique e Cabo Verde como, por exemplo, muamba, cachupa, caril de camarão, feijão preto, brigadeiros, etc.

Sabe-se ainda que ao evento serão associados uma feira de Artesanato Lusófono e música ao vivo ao entardecer.

Um conjunto de instituições sócio-culturais como o Metro do Porto, o Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto, o Instituto de Sociologia UP e a Casa dos Reclamos reuniram sinergias para apoiar a festa da língua portuguesa que é financiada por inúmeros parceiros como a “Tane Timor, a Associação Cabo-verdiana do Norte de Portugal, a ONG ATACA, o grupo de dança Allantatou, o Espaço Portugal-Moçambique (Tia Orlanda), a AE de S. Tomé e Príncipe, a Associação Mais Brasil, a Tuna Universitária da FEP e a cozinheira Filó.

A 10pt – Criação Lusófona – entidade que organiza a celebração do cinco de Maio, o “Dia da Língua Portuguesa e da Cultura nos Países Lusófonos” – é uma associação sem fins lucrativos que tem como objectivo a criação, produção e divulgação de actividades artísticas que contribuam activamente para o surgimento e afirmação de novas dinâmicas culturais e sociais de âmbito lusófono.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!