Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Competitividade externa de Moçambique deprecia

O Índice da Taxa de Câm-Efectiva Real (ITCER), que é o indicador de competitividade externa de Moçambique, registou, no primeiro trimestre de 2010, uma depreciação efectiva real de 12,28%, em termos de média móvel de 12 meses.

Em Dezembro de 2009, o mesmo indicador tinha registado uma depreciação de 4,97%, após a sua apreciação efectiva real no primeiro trimestre de 2009 de 13,97%, de acordo com o Banco de Moçambique (BM). Concorreu para a situação o agravamento de perdas nominais da divisa moçambicana, o Metical, que passou de 5,47%, em Dezembro de 2009, para 13,01%, em Março de 2010, após uma apreciação de 11,06%, em Março de 2009, “atenuada pela evolução desfavorável do diferencial de preços internos em relação aos parceiros externos que passou de 0,43%, em Dezembro de 2009, para 0,90%, no final do trimestre em referência”, esclarece o BM.

A nível bilateral, o Metical registou uma aceleração da depreciação real de menos 19,6%, em Março de 2010, face ao Rand, e de menos 7,1%, em Dezembro de 2009, enquanto que para o Euro, a divisa nacional registou uma depreciação de menos 4,3%, em Dezembro, e de menos 9%, em Março último. Já para o Dólar dos Estados Unidos da América (EUA), a depreciação foi de menos 9,4%, em Dezembro de 2009, para menos 9,3%, em Março último, enquanto que face à moeda indiana (Rupia), a queda do Metical foi de 0,9%, em Dezembro último, e menos 6,2%, em Março, contra uma depreciação da divisa nacional face à sua congénere da China (Yuan) de menos 11%, em Dezembro, e menos 9,8%, em Março de 2010.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!