Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Comando da PRM assume dívida avaliada em 54 mil meticais referente ao roubo de energia da EDM

Na semana passada, numa quinta-feira, o Diário da Zambézia, publicou uma notícia segundo a qual, uma subunidade do Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique na Zambézia, neste caso a 4ª Esquadra, situada na zona do Brandão, funcionava com energia roubada.

O problema foi detectado pela empresa fornecedora de energia no nosso país, Electricidade de Moçambique (EDM), que logo de seguida encetou mecanismos ao seu alcance que deixou aquela esquadra às escuras.

O assunto não é de menos, a EDM fez um ofício para a PRM, como mandam as regras, informando sobre o sucedido, neste caso, o roubo de energia que a polícia estava a fazer.

Em resposta, o Comando Provincial da PRM na Zambézia, Departamento da Logística e Finanças, no seu ofício com o N/REF 106/DLF/CPPRM/Z/2011, datada de 8 de Agosto do corrente ano, assinado pelo respectivo director Elias Nelson Manuel Gemusse, com o visto do Comandante Provincial, compromete-se a liquidar esta dívida situada em 54,649.16MT, resultante do consumo de energia de uma forma fraudulenta.

Nesta nota que a PRM enviou a EDM o compromisso é de ir pagando a divida aos poucos, já que o valor ascende aos 50 mil meticais, então o Comando da PRM diz que só pode pagar mensalmente 5.000 meticais (Cinco mil meticais), isto é o que está escrito.

Só que neste documento que a PRM envia a EDM não vem escrito a partir de que mês o Comando sob responsabilidade de Lourenço Catandica, iniciará com os pagamentos.

Pelas contas e o compromisso, a PRM precisará de um ano para concluir o pagamento da dívida. Conforme explicações que tivemos junto de pessoas que entendem esta matéria de electricidade, a 4ª Esquadra da PRM do Brandão havia efectuado uma ligação directa e consumia energia sem que a empresa fornecedora contabilizasse os gastos.

Era uma verdadeira festa, perante um olhar sereno e cúmplice da hierarquia da polícia naquela subunidade.

Entretanto, numa vasta lista em nosso poder, constam também pessoas singulares que prejudicam a EDM funcionando ou vivendo com energia roubada. Só que na lista dos cerca de 27 infractores, a 4ª Esquadra da PRM é que tem o valor mais alto resultante deste subunidade.

Entretanto, numa vasta lista poder do Diário da Zambézia, constam também pessoas singulares que prejudicam a EDM funcionando ou vivendo com energia roubada. Só que na lista dos cerca de 27 infractores, a 4ª Esquadra da PRM é que tem o valor mais alto resultante desta infracção.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!