Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cólera regista abrandamento

A cólera que, há uma semana, assolou com gravidade o distrito de Monapo, está a registar um significativo abrandamento, que se traduz na redução do número de casos, de 60 para 5, que dão entrada diariamente nos dois centros de tratamento daquela doença epidémica.

Sãozinha Agostinho, médica-chefe provincial, diz que até última sexta-feira tinham sido registados apenas 5 novos doentes, o que nos leva a concluir que a epidemia está a abrandar -frisou a fonte.

Desde que eclodiu a doença há uma semana, passaram pelos dois centros de tratamento de cólera instalados em Carapira e Nacuca, um total de 231 doentes, com apenas 1 óbito hospitalar.

A falta de fontes condignas de abastecimento de água, principalmente em Nacuca, está na origem da eclosão da cólera. Os poços tradicionais abertos junto das zonas baixas não só servem para fornecer água para o consumo, como também como locais para a prática de higiene pessoal (caso de banho e lavagem de roupa).

Para minimizar o problema de falta de água, a Direcção Provincial de Saúde, em coordenação com as Obras Públicas e Habitação, instalaram em Nacuca reservatórios para o armazenamento e distribuição de água tratada às comunidades locais.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!