Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

SELO: Cine Olímpia, uma casa deixada à sua sorte, por Alcides Bazima

O Cinema Olímpia, localizado no bairro de Xipamanine, em Maputo, transformou-se num covil de ratos, pois está, há largos anos, deixado ao Deus dará.

Ninguém se pronuncia sobre aquele espaço que nos anos de funcionamento foi um lugar super-atractivo e de lazer, pois beneficiava em larga escala a população circunvizinha do Chamanculo, Urbanização, sobretudo bairro Indígena, na zona da Munhuana.

Mal a cultura de ir ao cinema distanciou-se dos moçambicanos, com a invasão dos DVD’s muitas salas de cinema deixaram também de existir. E Olímpia não escapou do cenário.

Ao redor desta sala, é notória a presença massiva de vendedores ambulantes e fixos e, lá para dentro cheio de lixo, revelando um aspecto de total abandono, onde acredita-se que os ratos habitam com maior saliência.

Paradoxalmente, ao que se sucede com o cine Matchedje, sob a astúcia do Gilberto Mendes, Gil Vicente e Scala, que acolhem espectáculos, e Xenon, nas mãos da Lusomundo, acredito que devia-se salvar aquele espaço para também acolher eventos, pois a actual imagem do cine Olímpia é uma vergonha.

Apelo a quem de direito para que tome a peito e procure parceiros para reabilitar aquele espaço, com vista a dar uma imagem digna naquela zona de um mercado histórico.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!