Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cidadãos portugueses apanhados a trabalhar ilegalmente em Beluluane

Dez cidadãos de nacionalidade portuguesa, afectos a uma empresa de construção civil, cessaram a suas actividades, em Beluluane, na província de Maputo, por contratação ilegal, para um projecto que apenas exigia cinco funcionários estrangeiros.

Os visados foram surpreendidos na empresa “MIM Moçambique”, localizada na zona da Mozal, refere um comunicado enviado ao @Verdade.

Segundo a Inspecção-Geral do Trabalho (IGT), aquela companhia estava a desenvolver um projecto do conhecimento do Governo moçambicano, o qual “permite a contratação de cinco trabalhadores estrangeiros”.

Entretanto, esta regra não foi observada pela “MIM Moçambique”, que já tinha 15 trabalhadores. “Para além da suspensão dos 10 trabalhadores portugueses” em questão, “a empresa foi sancionada”, indica o mesmo documento.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!