Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cidadãos estrangeiros suspensos por trabalho ilegal na Zambézia

Cinco cidadãos estrangeiros, que trabalhavam ilegalmente na província da Zambézia, em Moçambique, foram suspensos das suas actividades pela Inspecção-Geral do Trabalho (IGT) por afectação fora das normas impostas pela Lei do Trabalho (Lei nº 23/2007, de 01 de Agosto).

Os visados, detectados em três empresas, respondem pelos nomes de Gyongsu e Gil Weon Lee, ambos de nacionalidade coreana, Peter J. Park, de nacionalidade americana, todos ao serviço da empresa Pesca Sofala, Lda, de Zaw Lin, de origem birmanesa, contratado pela empresa Zaw Lin Comercial, bem como Jianhu Yue, de nacionalidade chinesa, que estava ao serviço do estabelecimento comercial Bailing International.

Para além da suspensão dos funcionários em causa, as firmas a que estavam afectos foram igualmente sancionadas à luz da legislação em vigor no país, segundo um comunicado de imprensa enviado ao @Verdade por aquela instituição do Estado.

Na sua actuação, a IGT visitou 29 estabelecimentos que operam nos sectores do comércio, indústria hoteleira, prestação de serviços, pesca e a construção civil, tendo recuperado 157 mil meticais que tinham sido descontados nos salários dos trabalhadores e não canalizados ao Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), por nove entidades patronais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!