Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cidadão escapa do rapto em Nampula

Um cidadão identificado pelo nome de Nana Ramos, de 39 anos de idade, assegura que escapou de um rapto protagonizado por um grupo de malfeitores, na noite da sexta-feira (05) passada, na zona do Matadouro, na cidade de Nampula.

A suposta vítima, funcionária da empresa Cervejas de Moçambique (CDM), é natural do distrito de Gilé, na província da Zambézia, e reside no bairro de Mutauanha, zona de “Ntotha”, em Nampula.

Segundo Nana Ramos, três indivíduos, dos quais uma senhora, faziam-se transportar numa viatura cuja marca e a matrícula não conseguiu identificar. A senhora propôs-lhe uma boleia quando ele saía do seu local de trabalho, por volta das 21 horas. Chegados ao destino, Ramos pediu para desembarcar mas o carro, ao invés de ser imobilizado, foi conduzido a uma alta velocidade em direcção à Avenida do Trabalho. Deste lugar seguiram para a Avenida 25 de Setembro e pelo caminho o cidadão era ameaçado com uma chave de fenda.

Apercebendo-se do perigo que corria, a vítima atirou-se numa ponte na zona de Muata (por onde passaram) e escapou mas contraiu ferimentos ligeiros em consequência da queda. Dali dirigiu-se ao Posto Policial de Muatala onde, para além de ter passado a noite, fez uma queixa contra os supostos raptores.

Entretanto, o porta-voz do Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM), Miguel Bartolomeu, desconhece o caso mas prometeu investigar.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!