Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Chimoio com problemas de falta de combustíveis

A cidade de Chimoio, capital da província central de Manica em Moçambique, está a enfrentar, desde terça-feira última, problemas de falta de combustíveis com algumas bombas completamente às moscas.

Rui Barreto, gerente da empresa distribuidora de combustíveis “Galp”, disse que a escassez que se regista naquela cidade deve-se a uma avaria registada na viatura cisterna da Petromoc, distribuidora nacional de combustíveis.

Barreto, disse, em contacto com o “Diário de Moçambique”, que o seu estabelecimento tinha disponível na terça-feira apenas petróleo de iluminação, aguardando que o abastecimento às bombas fosse efectuado Quarta-feira.

Aquela unidade da Galp espera receber 25.600 litros de gasóleo e 12.800 litros de gasolina, cujas requisições foram já feitas, aguardando-se pelo seu fornecimento, para assegurar o abastecimento às viaturas devido a escassez destes produtos nos últimos tempos em Chimoio.

A Engen, uma outra empresa que abastece combustíveis a cidade de Chimoio, também não possuía nenhum tipo de combustível e esperava receber 22 mil litros de gasóleo e oito mil litros de gasolina.

A gasolina que até segunda-feira esteve disponível nas bombas da PB-auto Rechi, esgotou na manhã de terça-feira e José Fernando, daquela estacão de abastecimento de combustíveis disse que aguardava pela chegada do camião cisterna da Petromoc.

O director provincial dos Recursos Minerais e Energia de Manica, Olavo Deniasse, prometeu que iria inteirar-se do caso junto da Petromoc sobre os reais factores que ditaram a ocorrência deste problema.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!