Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Chapa-100 ameaçam paralisar a sua actividade em Maputo

Os transportadores semicolectivos de passageiros da cidade do Maputo, vulgos Chapa-100, ameaçam paralisar a sua actividade, dentro dos próximos dias, se as polícias de Trânsito (PT) e Camarária da capital moçambicana continuarem a exigir documentos de autorização para o desempenho da sua actividade.

Concretamente, eles acusam a Polícia Municipal de fazer “exigências absurdas”, libertando apenas a viatura em troca de valores monetários que variam de 50 meticais a 100 meticais, segundo Alexandre César, um dos operadores da rota Baixa/ Praça dos Combatentes, ouvido sobre as razões que os levam a ameaçar paralisar a sua actividade.

César realçou que os seus colegas estão, desde Novembro de 2010, a preparar uma manifestação em frente ao edifício-sede do Conselho Municipal do Maputo contra esta conduta considerada por ele de “pouco elegante” da Polícia Municipal que se alia à não renovação das licenças de viaturas que fazem o serviço de transporte de passageiros com 15 lugares.

Esta situação deixou a capital moçambicana e arredores a mercê de operadores ilegais que transportam, em situações de risco elevado, e perante uma aparente indiferença dos agentes das polícias de Trânsito e Municipal, passageiros aflitos e sem alternativa. Fracassaram os nossos esforços para obter algum comentário das corporações visadas pelos transportadores.

A companhia Transportes Públicos de Maputo (TPM) tem, amiúde, lançado para o consumo público prometedoras informações segundo as quais “a breve trecho” o desespero dos passageiros na capital e periferia tem os dias contados, já que, garantem, estão a caminho de Moçambique cerca de 100 autocarros de grande porte para aliviar o actual drama.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!