Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Chama da unidade escala cidade de Lichinga

A Chama da Unidade, em digressão pelo país desde o dia 07 de Abril, Dia da Mulher Moçambicana, chegou ao fim da manhã de segunda-feira a cidade de Lichinga, capital da província do Niassa, norte do país.

A chegada da chama era, na cidade de Lichinga, aguardada com enorme expectativa por parte de muitos residentes desta urbe, que afluíram em massa ao local de recepção, defronte das instalações do governo provincial.

O Presidente do Concelho Municipal de Lichinga, Augusto Assik, que recebeu a chama, disse, na ocasião, que a chegada da chama deve ser vista como mais um momento de reforço da unidade entre todos os moçambicanos e do sentimento patriótico.

Assim disse, as centenas de moçambicanos presentes, que a chama estabelece igualmente a unidade das três grandes gerações na história do país, 25 de Setembro, 08 de Março e Geração da Viragem, na causa comum que é libertar Moçambique da pobreza. A chama, que entrou na província do Niassa no dia 14 do corrente, vai pernoitar na cidade de Lichinga, devendo seguir, na manhã de terça-feira, com distrito de Ngauma, próxima escala da sua digressão.

Depois de Ngaúma, ela segue com destino aos distritos de Mandimba, Mecanhelas e Cuamba, fechando assim o périplo de nove dias pelos 15 distritos da mais extensa província do país, devendo, no dia 23 do mês em curso, ser entregue no rio Lúrio ao Governador de Nampula, Felismino Tocole.

Em Nampula, a chama continuará a percorrer todos os distritos com destino a Maputo, onde é esperada no Dia 25 de Junho, altura em que o país assinala os 35 anos da Independência Nacional.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!