Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

CFM manuseou 12.721,3 mil toneladas de carga diversa em 2010

A empresa pública Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) manuseou, de Janeiro a Novembro de 2010, cerca de 12.721,3 mil toneladas métricas de carga diversa, o que representa um crescimento de 12,4 porcento face ao ano anterior (2009) que atingiu 11.317,6 mil toneladas.

Em declarações ao O Autarca, o Presidente do Conselho de Administração (PCA) dos CFM, Rosário Mualeia, disse que o crescimento registou-se também nas receitas e na promoção de investimentos que permitirão viabilizar o plano estratégico da empresa.

Convidado a fazer o balanço do desempenho da empresa durante o ano passado, Mualeia disse que “o desempenho da empresa no ano 2010 foi positivo, a avaliar pelas inúmeras realizações registadas durante o ano, tanto no domínio económico, financeiro, operacional e social”.

No plano operacional frisou que, de Janeiro a Novembro a empresa CFM registou um desempenho positivo, tendo na área portuária registado um incremento de 12,4 porcento ao manusear 12.721,3 mil toneladas métricas de carga diversa contra 11.317,6 mil toneladas do ano anterior.

No que respeita à área ferroviária foram transportadas 4.839,1 mil toneladas líquidas contra 4.229,9 mil toneladas do ano anterior, o que representa um crescimento de cerca de 14,4 porcento.

Ainda de acordo com o PCA dos CFM, de Janeiro a Novembro de 2010 foram transportados 3.202.494 passageiros contra 2.343.897 de igual período de 2009, o que representa um crescimento de cerca de 36,6 porcento.

Realizações de vulto

De acordo com o nosso entrevistado, 2010 foi o ano que a empresa CFM consolidou várias acções e projectos, dando igualmente início a importantes investimentos que no futuro próximo permitirão que a empresa esteja mais robusta, sustentável e eficiente.

Das realizações, o destaque vai para o início da dragagem do canal de acesso ao Porto da Beira, facto que permitirá a entrada e atracagem de navios de grande calado, incrementando significativamente os volumes de tráfego naquele estratégico porto, situado na região centro de Moçambique.

Em Junho de 2010, o Governo moçambicano autorizou a extensão do contrato de concessão do Porto de Maputo por um período adicional de 15 anos para permitir que o concessionário possa realizar os investimentos previstos no plano de desenvolvimento do porto.

“Foi sem dúvidas um grande impulso para a concretização de todo um conjunto de projectos de expansão do porto”, sublinhou Rosário Mualeia. Outrossim, em 2010 foi constituída a Empresa Dragagem do Porto de Maputo (EDPM), de que o CFM é parceiro. Neste momento, segundo apuramos, estão a decorrer trabalhos de aprofundamento do canal de acesso ao porto e bacia de manobras.

“Uma vez concluído este projecto, ou seja, a partir de Janeiro deste ano o Porto de Maputo está apto a receber navios de grande calado, melhorando significativamente a sua competitividade, facto que traduzir-se-á no aumento dos volumes de carga a manusear”, sustentou a fonte.

No que diz respeito a projectos de expansão, Rosário Mualeia destacou a reabilitação, ainda em curso, do Terminal de Combustíveis da Matola visando aumentar a sua capacidade de manuseamento para oito milhões de toneladas por ano.

Ainda no decurso de 2010, a empresa testemunhou a assinatura de um memorando de entendimento entre os Governos de Moçambique e do Botswana visando a concretização do projecto de construção de um porto natural de águas profundas em Ponta Techobanine, que poderá constituir uma reserva estratégica de combustíveis na região e uma infra-estrutura apropriada para manuseamento de minérios e carga contentorizada dos países do hinterland.

Numa fase a posterior, a empresa tem projectada a construção de um novo e moderno terminal de carvão com capacidade para manusear acima de 10 milhões de toneladas por ano.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!