Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Comissão parlamentar avalia positivamente condições no centro prisional de Ndlavela

A deputada e presidente da Comissão dos Assuntos Sociais, de Género e Ambientais (CASGA) da Assembleia da República (AR), Conceita Ernesto Sortane, diz que o Centro de Reclusão Feminina de Ndlavela, vulgo Cadeia Feminina, no Município da Matola, “está num bom caminho e o processo correccional dos reclusos é o desejável.”

A deputada, que reagiu assim depois da recente visita que aquela comissão especializada realizou àquele Centro prisional, explica que a visita tinha em vista constatar in loco a situação em que se encontram as mulheres que estão enclausuradas e perceber como decorre a sua correlação naquele lugar.

“Tivemos oportunidade de ver que as camaratas onde a reclusas, praticamente, vivem estão limpas,” afirmou a presidente da CASGA sublinhando que “vimos outras situações que têm a ver com o dia-a-dia das reclusas e sentimos que, em termos de instalações, o centro está bem.”

Sortane acrescenta ainda que “em termos de saúde e higiene não restam dúvidas de que há um bom desempenho e o atendimento de crianças das reclusas, também está num ambiente saudável.” No entanto, a CASGA reuniu-se, esta segunda-feira (01), para efectuar o balanço das visitas de trabalho realizadas ao Centro de Reclusão Feminino e ao Ministério da Justiça.

O centro de reclusão feminina tem uma capacidade para albergar 300 reclusas e conta, actualmente, com 137 reclusas. Deste número 25 são estrangeiras. A CASGA visitou aquele Centro de Reclusão Feminino no âmbito do cumprimento do seu Plano de Actividades para 2013.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!