Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Carne da caça furtiva no mercado em Niassa

Carne de furtiva na província nortenha moçambicana do Niassa vende-se nos mercados de Lichinga, a capital provincial, sobretudo no Central, além das zonas residenciais, sem nenhuma intervenção de quem de direito, nomeadamente fiscais de Florestas e Fauna Bravia, Polícia da República e de técnicos da Direcção Provincial da Saúde.

Segundo o jornal Diário de Moçambique, em Lichinga, os protagonistas da caça furtiva têm os seus colaboradores nos mercados daquela urbe e em áreas residenciais, os quais são responsáveis pela venda da carne resultante da caça furtiva ilegal.

A caça furtiva naquela parcela do país tem sido realizada na calada da noite e a carne transportada para a cidade de Lichinga.

Vezes sem conta, a carne comercializada tem sido imprópria para o consumo humano, provocando algumas doenças aos consumidores. Os furtivos preferem abater antílopes segundo informaram o jornal.

“Tem sido difícil encontrar carne de outros animais à venda por exemplo no mercado central, a não ser de javali e palapala” — contou o informador.

Numa ronda efectuada pelo Jornal no principal mercado de Lichinga, viu “in loco” uma considerável quantidade de carne de palapala a ser comercializada. O quilo, segundo apurou, custava 150 meticais (o dólar EUA vale cerca de 28 meticais), sendo comercializada por crianças de 12 a 15 anos de idade.

O repórter do Diário de Moçambique viu dois agentes da Polícia, comprando a carne resultante da caça ilegal, mas há quem diga também que fiscais dos Serviços de Florestas e Fauna Bravia figuram entre os compradores do produto de abate não autorizado de animais selvagens.

Entretanto, o jornal tentou sem sucessos ouvir os Serviços Provinciais de Florestas e Fauna Bravia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!