Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Agente da Polícia da República de Moçambique a contas com a corporação

Um agente da Polícia da República de Moçambique (PRM) está a contas com as autoridades policiais por ter baleado mortalmente um cidadão que em vida respondia pelo nome de António.

A vítima, de apenas 19 anos de idade, fazia-se transportar na companhia de um outro ocupante numa viatura de marca Pajero, na altura em que sucedeu o trágico episódio.

O baleamento aconteceu, Segunda-feira (9), na cidade de Nampula, Norte de Moçambique, quando os dois ocupantes da viatura passaram em frente da 2ª esquadra da PRM, tendo se envolvido num acidente do tipo choque entre carros.

A outra viatura sinistrada defronte da esquadra pertence a um agente da PRM, colega do agente que atirou mortalmente contra o cidadão indefeso.

O porta-voz do Comando Geral da PRM, Pedro Cossa, disse que foi, de seguida, iniciada uma perseguição e numa atitude não autorizada pela corporação, o agente disparou e feriu gravemente o condutor, que perdeu a vida posteriormente.

“Será instaurado um processo-crime sobre o agente para apurar as reais razões que levaram a ter essa atitude ”, disse Cossa.

A PRM lamenta a morte do jovem e já instituiu uma punição e aberto um inquérito para apurar as reais motivações do disparo.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!