Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Canada aloca 8,2 milhões de USD para formação em Saúde

O Governo canadiano anunciou Sexta-feira a concessão de um fundo adicional de 8,2 milhões de dólares americanos destinado a financiar um programa de formação de pessoal da saúde em Moçambique.

Trata-se do programa “Formação e Prática em Saúde baseado nas Comunidades (2009-2014)” que se destina a melhorar a qualidade dos cuidados de saúde no país, através do aumento dos conhecimentos técnicos dos trabalhadores deste sector, com o incremento do pessoal treinado no Centro de Massinga, província de Inhambane, Sul de Moçambique.

O Centro de Massinga foi fundado em 2002 pelo Ministério da Saúde (MISAU) em colaboração com a Universidade de Saskatchewan do Canada, com a assistência financeira da Agência Canadiana para o Desenvolvimento Internacional (CIDA), cujo objectivo é formar técnicos de saúde. Desde 2002, o centro já formou 428 profissionais de saúde, professores e pessoal de apoio, 390 activistas que trabalham nas comunidades, bem como garantiu o treinamento de 109 estudantes em serviços de medicina preventiva.

Segundo o comunicado de imprensa do Gabinete de Imprensa da CIDA a que a AIM teve acesso, desde 2002, o Centro da Massinga trabalha com 130 activistas da saúde por mês, abordando questões relacionadas com a promoção da saúde e prevenção de doenças, tendo também formado 20 professores moçambicanos. “Até ao fim dos cinco anos do programa, o Centro da Massinga deverá ter formado 570 trabalhadores da saúde em medicina preventiva.

Também terá continuado a formação de 125 trabalhadores formais da saúde, 500 activistas da comunidade, mil médicos tradicionais e cem parteiras, além de formação em trabalhador da saúde a 45 novos professores”, refere o comunicado. O programa prevê igualmente a construção de mais salas de aulas e de infraestruturas de acomodação dos alunos e professores. A capacidade de alojamento de estudantes irá aumentar dos actuais 60 para 180 lugares.

O Centro pretende também melhorar o seu intercâmbio com outras instituições de formação do ramo interessadas em desenvolver as metodologias por ele adoptadas. “O Centro da Massinga tem sido reconhecido pelo Ministério da Saúde de Moçambique como excepcional e como um modelo de formação de saúde inovativo. C

ongratulo-me pelo facto de o currículo do centro poder a ajudar o Ministério a fazer revisão do seu currículo de formação dos trabalhadores da saúde “, disse Beverley Oda, Ministra canadiana para a Cooperação Internacional, citada pelo comunicado. “Tomando a vantagem da nossa experiência e perícia nos cuidados da saúde, Canada está numa boa posição de melhorar os conhecimentos dos trabalhadores da saúde em países como Moçambique”, acrescentou Oda, que recentemente esteve em Moçambique para visitar os projectos financiados pela CIDA.

“Canada vai continuar a jogar um papel importante em assegurar um futuro melhor aos cidadãos de Africa”, disse ela, acrescentando que “para o seu sucesso, os países em desenvolvimento precisam de trabalhadores formados e, no caso particular de Moçambique, trabalhadores da saúde formados que possam fechar a distância entre as comunidades e o sistema nacional da saúde”.

Segundo aquela governante, este programa de cinco anos pretende triplicar a capacidade de formação do centro e partilhar os seus métodos inovativos baseados nas comunidades com outros centros de formação.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!