Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Campeonato do Mundo da Espanha 1982

A Itália conquistou em 1982 o tricampeonato mundial. O triunfo em terras espanholas ficou marcado pelas actuações e golos de Paolo Rossi e pela inesquecível comemoração de Marco Tardelli na decisão contra a Alemanha Ocidental.

Os amantes do futebol-arte choraram as derrotas de Brasil e França, que perderam no detalhe dois dos jogos mais marcantes de toda a história da Copa. Mesmo assim, tiveram de reconhecer a superioridade dos italianos de Enzo Bearzot na vitória por 3 a 1 sobre os alemães. Com um golo na decisão, Paolo Rossi chegou a seis, garantiu a melhor marca do torneio e concluiu uma trajectória de redenção que foi ainda mais dramática do que a própria recuperação da selecção italiana após um começo frustrante.

Quando a competição começou, Rossi mal havia voltado a jogar depois de uma suspensão por dois anos em função do seu envolvimento num escândalo de manipulação de resultados. E o longo tempo fora dos relvados parecia ter acabado com o faro do artilheiro, que não fez nenhum golo nos três empates da Itália na primeira fase. Igualados em pontos e saldo de golos com a selecção dos Camarões, os italianos só se classificaram na segunda fase no número de golos marcados.

Porém, quando chegou a hora da verdade, a Azzurra eliminou o favorito Brasil graças a três golos de Rossi, que ainda fez mais dois na semifinal contra a Polónia. Entre os outros heróis do título estiveram o guarda-redes e capitão Dino Zoff, de 40 anos, e o lateral Giuseppe Bergomi, de apenas 18, o italiano mais jovem a participar numa edição da Copa do Mundo da FIFA. A 12ª Copa do Mundo da FIFA foi a última a ter uma bola totalmente de couro e iniciou uma nova era ao contar com 24 selecções em vez de 16.

Também teve um novo formato, com três fases distintas. Os dois primeiros de cada um dos seis grupos de quatro selecções da primeira fase classificavam-se para a etapa seguinte, de onde passavam os vencedores de quatro grupos de três países. Depois vinham a semifinal e a final. A Argélia causou uma surpresa maior ainda ao derrotar na estreia por 2 a 1 a Alemanha Ocidental, detentora do título europeu.

Os golos argelinos foram marcados por Rabah Madjer e Lakdar Belloumi, escolhido o melhor jogador africano daquele ano. Apesar de também derrotarem o Chile, os argelinos foram eliminados no saldo de golos ao verem no dia seguinte a Alemanha Ocidental fazer 1 a 0 contra a Áustria, resultado que classificou os dois países vizinhos. Uma consequência do polémico resultado foi a decisão de que, nos torneios seguintes, os jogos do mesmo grupo na última ronda da primeira fase passariam a acontecer sempre no mesmo horário.

Equipas: 24

Quando: 13 Junho 1982 a 11 Julho 1982

Final: 11 Julho 1982

Jogos: 52

Golos: 146 (média 2.8 por partida)

Público nos estádios: 2109723 (média 40571)

Campeão: Itália

Vice-campeão: Alemanha Ocidental

Terceiro: Polónia

Quarto: França

Bola de Ouro adidas: Paolo ROSSI (ITA)

Bota de Ouro adidas: Paolo ROSSI (ITA)

Prémio de Melhor Jogador Jovem: Manuel AMOROS (FRA)

 Prémio FIFA Fair Play: Brasil

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!