Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Campanha contra bilharsioze origina abandono às aulas em Quelimane

A campanha de desparasitação contra a bilharziose está a ser caracterizada por agitação e paralisação das aulas em algumas escolas da cidade de Quelimane, na província da Zambézia, no centro de Moçambique.

Esta situação verifica-se desde o passado dia 27 de Setembro, data do arranque da campanha, depois de alguns alunos terem ficado com tonturas e vomitado depois da administração do medicamento, em consequência dos efeitos colaterais dos mesmos.

Face a este cenário, grande parte dos alunos, supostamente aconselhados pelos pais ou encarregados de educação, decidiu recusar a administração dos medicamentos, optando por abandonar os recintos escolares.

Um caso reportado pela Rádio Moçambique, ocorreu na última quarta-feira, quando uma brigada da saúde escalou a Escola Comunitária Mártires de Inhassunge e os alunos fugiram do recinto, abandonando as aulas. O director daquele estabelecimento escolar, Leonardo Assane, disse àquela estação pública de radiodifusão que as aulas foram ministradas a meio gás naquele dia e muitas turmas ficaram quase desertas.

A campanha inicialmente prevista para terminar na sexta-feira passada foi prorrogada para mais uma semana na cidade de Quelimane, com intenção de atingir os alunos que ainda não tomaram os comprimidos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!