Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cadáver de criança enterrado duas vezes em Chimoio

Um cadáver de menor de dois anos foi enterrado duas vezes e na mesma cova, em Chimoio, passada Sexta-feira, no cemitério do bairro 7 de Abril.

A primeira sepultura ocorreu numa cerimónia na qual participaram familiares e vizinhos, sendo que, pouco depois, a mãe do finado, Helena Joaquim, 35 anos de idade, ex-professora, exumou o cadáver.

A Polícia tomou conhecimento do facto, tendo-se dirigido ao local. Após identificação de outros elementos da família, ordenou que os restos mortais fossem novamente enterrados.

O porta-voz da corporação, Belmiro Mutadiua, afirmou que feitas análises médicas, descobriu-se que esta tinha perturbações mentais, daí que não ficou detida. Contudo, a fonte avança que um processo-crime está em curso contra Helena Joaquim.

“A Saúde fez o seu trabalho, do qual apurou-se que a mãe tinha problemas mentais”, disse Belmiro Mutadiua, falando, Terça-feira, ao “Diário de Moçambique”.

A exumação foi feita fora de ambiente solene, o que constitui matéria de fórum criminal. Num balanço semanal Mutadiua indicou que a província registou dois casos criminais e igual número de acidentes de viação.

Os acidentes causaram dois óbitos. Os mesmos foram de tipos atropelamento carro-ciclista e despiste e capotamento. Excesso de velocidade é apontado como principal factor que terá determinado tais acidentes.

Quanto aos casos criminais, trata-se concretamente de furtos. Estes são descritos como qualificado e simples. Dois indivíduos suspeitos, encontram-se detidos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!