Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cabo Delgado: farmacêutico detido por roubo de medicamentos

Um agente farmacêutico afecto ao Hospital Provincial de Pemba, em Cabo Delgado, norte de Moçambique, foi suspenso das suas actividades acusado de envolvimento no roubo de medicamentos.

O director provincial de saúde em Cabo Delgado, Mussa Ibraimo Agy, disse à Rádio Moçambique, estação pública, que o funcionário ora suspenso foi surpreendido em flagrante delito a roubar medicamentos no armazém provincial de Pemba. Os medicamentos roubados estão avaliados em dois mil meticais (um dólar equivale a cerca de 31,7 meticais).

Segundo Mussa Ibraimo Agy, o caso já foi entregue às autoridades policiais de Pemba, enquanto decorre, na direcção provincial de saúde, a elaboração do processo disciplinar contra o funcionário em causa. Este caso ocorre mesmo depois de sucessivas advertências das autoridades sanitárias e governamentais.

O Ministro da saúde já veio a público, bastas vezes, reafirmando “tolerância zero” contra os funcionários do sector envolvidos no roubo de medicamentos. Os medicamentos roubados muitas vezes são fornecidos a farmácias privadas ou vendidos no mercado informal em condições não recomendáveis e os cidadãos vão adquiri-los sem prescrição médica, com consequências negativas.

No rol dos medicamentos vendidos no mercado informal constam paracetamol, aspirina, fansidar, anti-retrovirais, entre outros fármacos. A aquisição de medicamentos para o Serviço Nacional de Saúde custa anualmente ao Estado 100 milhões de dólares.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!