Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

BVM contribui com 8% do PIB

A Bolsa de Valores de Moçambique (BVM) está a injectar na economia moçambicana o correspondente a 8% do Produto Interno Bruto (PIB) e conta com um capital bolsista na ordem dos cerca de 32,4 mil milhões de meticais, segundo a respectiva presidente, Anabela Chambuca.

Oito empresas moçambicanas já aderiram à BVM, sendo de destacar a companhia de telefonia móvel celular mCel e a Petromoc de Moçambique, ambas com capitais sociais inteiramente realizados por moçambicanos.

Chambuca falava, esta Segunda-feira, em Maputo, ao Correio da manhã à margem de uma cerimónia da sessão especial de bolsa destinada ao apuramento dos resultados da oferta pública de subscrição de dois milhões de obrigações escriturais e ao portador, com o valor nominal unitário de 100 meticais, representativas das “Obrigações Companhia de Moçambique 2013”.

Com esta operação, Chambuca disse que a sua instituição passará a ter obrigações bolsistas ligeiramente superiores ao nível actual atingido para 32,6 mil milhões de meticais.

Com esta operação, a Companhia de Moçambique, através do seu grupo Entreposto, pretende obter cerca de 30 milhões de dólares para aplicá-los nas cidades de Maputo, Matola, Pemba e Nacala, num investimento na área de mobiliário, segundo o vice-director desta empresa.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!