Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Britânicos mimam a sua rainha antes do show pop no palácio

“Elizabeth domina as ondas!”, foi uma das manchetes na esfuziante cobertura midiática do jubileu da rainha britânica, esta Segunda-feira, terceiro dia de uma celebração que está a contribuir para reforçar a imagem de uma família real outrora envolvida em escândalos e vista como ultrapassada.

Os jornais mostraram multidões a desafiarem a chuva para ver o espetacular desfile fluvial de Domingo no rio Tâmisa, e apresentaram as atracções para o show desta Segunda-feira à frente do Palácio de Buckingham.

Os eventos são parte das comemorações dos 60 anos de reinado de Elizabeth 2ª. “Peça ao mundo para citar três coisas que resumam a Grã-Bretanha, e você terá três respostas: pompa, chuva e a rainha”, disse o Daily Mail, evocando três elementos que dominaram o fim-de-semana.

As festividades, apesar do mau tempo, foram uma dádiva não só para a família real, mas também para uma população assolada pela recessão, por escândalos políticos, pelo desemprego e por cortes previdenciários.

A realeza do pop, incluindo Paul McCartney, Stevie Wonder e Elton John, irá entreter a monarca de 86 anos, Segunda-feira, junto com 10 mil portadores de ingressos que assistirão aos shows.

A banda de ska Madness cantará “Our House”, hit dos anos 1980, no telhado do palácio, e a BBC prometeu “um dos shows mais espetaculares já realizados no Reino Unido”.

Os organizadores disseram que, no Domingo, 1,2 milhão de pessoas colocaram-se às margens do Tamisa para ver mais de mil barcos escoltarem a rainha na embarcação dourada.

De norte a sul do país, milhões de outras pessoas participaram nas festas populares nas ruas enfeitadas com a bandeira nacional, embora a chuva tenha feito muita gente ficar em casa.

O desfile fluvial de Domingo foi visto na TV por 10,3 milhões de pessoas, ou 60 por cento da audiência televisiva, segundo a BBC, e uma nova cifra expressiva é esperada na Segunda-feira.

Depois do show, 4.000 feixes de luz serão acessos em toda a Grã-Bretanha e em vários países da Commonwealth.

O feriado prolongado do jubileu termina, Terça-feira, com um culto de acção de graças na catedral de São Paulo, uma procissão de carruagens na avenida Mall, exibição de voo da Real Força Aérea e um aceno de despedida da família real à multidão reunida diante do palácio de Buckingham.

Os eventos marcam uma notável recuperação no apoio à rainha e à sua família na Grã-Bretanha, onde Elizabeth 2ª goza hoje de alta popularidade e é vista como um símbolo de empenho, estabilidade e união nacional.

Há 15 anos, a morte da princesa Diana, ex-nora da rainha, causou um grave dano à monarquia, uma que muitos britânicos consideraram que Elizabeth 2ª não partilhou da comoção nacional com aquele facto.

Os escândalos e casamentos desfeitos na família real também contribuíram naquela época para que a monarquia fosse vista como uma instituição ultrapassada e em risco de extinção.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!