Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dinamarca condena 4 pessoas por projectarem ataque ao jornal por charge

Quatro homens foram condenados, esta Segunda-feira, por tramar um atentado contra um importante jornal dinamarquês que em 2005 publicou charges do profeta Maomé, que provocou distúrbios em todo o mundo islâmico.

Os réus, um tunisiano e três suecos de origem árabe, negaram as acusações de terrorismo, mas um deles admitiu o porte ilegal de arma.

O grupo foi preso no final de 2010 numa operação policial conjunta da Dinamarca e Suécia. Por razões técnicas, eles foram absolvidos das acusações de portes de arma, segundo fontes judiciais.

A juíza Katrine Eriksen disse ao tribunal que o alvo do ataque seria a sede do jornal Jyllands-Posten, e que o objectivo era matar o maior número possível de pessoas.

“Os acusados… são culpados de terrorismo”, disse Eriksen. “Concordaram e preparam actos para matar pessoas.”

Os quatro acusados viviam na Suécia, mas três deles viajaram de carro à Dinamarca e foram presos num subúrbio de Copenhague a 29 de Dezembro de 2010. O quarto integrante foi detido no mesmo dia na Suécia.

O envolvimento com terrorismo pode acarretar prisão perpétua na Dinamarca, mas em geral esses casos têm sido punidos com penas de 7 a 12 anos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!