Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Brasil fecha preparação para o Mundial com goleada e regresso de Kaká

O Brasil encerrou esta segunda-feira seu ciclo de amistosos preparatórios para a Copa do Mundo com um agoleada de 5 a 1 sobre a Tanzânia, em Dar Es Salaam, com o craque Kaká reaparecendo em campo. No seu último teste antes da estreia no Mundial, no dia 15 de junho, contra a Coreia do Norte, o Brasil não brilhou e teve problemas defensivos, mas mostrou-se implacável no ataque.

O jogo mostrou uma seleção brasileira que ainda pode melhorar, mas que surge como favorita ao título com a recuperação de Kaká e com a volta do futebol alegre de Robinho, além de Ramires, que entrou no lugar de Felipe Melo e foi uma boa surpresa no segundo tempo, com dois gools. “Tivemos algumas dificuldades no primeiro tempo, mas corrigimos no intervalo”, disse Dunga em entrevista coletiva.

Kaká destacou que a partida “valeu a pena como teste, me deu mais confiança”. O primeiro golo do Brasil foi marcado por Robinho aos nove minutos de jogo, numa jogada que começou de forma irregular quando o camisa 11 dominou a bola com o braço, após passe de Luis Fabiano, e disparou da entrada da área tanzaniana.

A Tanzânia não se intimidou e partiu em busca do empate, com Ngassa fazendo boa jogada pelo lateral e cruzando para a área, onde Gomes segurou, aos 13. O Brasil deixava o fraco ataque local avançar e Ngassa quase empata aos 22 minutos, com um forte remate, mas Gomes evitou novamente. No minuto seguinte, foi a vez de Makasi ameaçar, mas o tiro saiu muito alto.

Apesar das falhas defensivas, a seleção de Dunga tinha muita facilidade no ataque e Robinho marcou o segundo, aos 32, após cruzamento de Michel Bastos. A Tanzânia voltou a ameaçar, com o médio Bakari, de cabeça (43) e com um disparo rasteiro que Gomes defendeu (45+1).

No segundo tempo, Dunga colocou Ramires no lugar de Felipe Melo, e Luisão no lugar de Lucio, além de trocar Michel Bastos por Gilberto.

Ramires marcou o terceiro aos 52 minutos, com um disparo do bico da grande área. Dunga tirou Elano aos 59 minutos, para a entrada de Daniel Alves, que com Ramires e Kaká deram o total controle do jogo ao Brasil.

Sem grande esforço, Kaká marcou de peito o quarto golo, aos 75, após cruzamento de Maicon. Azziz fez de cabeça o golo de honra dos tanzanianos após uma cobrança de canto, aos 86.

Ramires, inspirado, ainda teve tempo de marcar o seu segundo, e o quinto da goleada brasileira, concluindo um cruzamento de Daniel Alves aos 90+2.

No final, Kaká estava claramente satisfeito com seu desempenho: “senti-me realmente muito bem, mas ainda estou um pouco preso, preciso me soltar, acredito que esse é o processo de evolução… mas estou seguro de que vou melhorar dentro da Copa, isto é o que anima-me”. “A verdade é que ganhei confiança por ter jogado toda a partida”, prosseguiu o jogador, que garantiu que já não sente a lesão muscular que tanto preocupava os médicos, o técnico Dunga e os torcedores.

Dunga comemorou especialmente o resultado das alterações durante a partida: “temos jogadores com características variadas e no momento oportuno poderemos aproveitá-las… Podemos mudar a característica de um jogo. São variantes que poderemos utilizar dependendo do adversário e de suas características”. Neste sentido, “todos os que entraram deram sua contribuição e ajudaram a mudar o panorama da partida”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!