Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Brasil ajuda a implantar força de manutenção de paz em Moçambique

O Brasil vai apoiar Moçambique a implantar uma unidade de manutenção de paz, que vai servir o país, assim como o continente africano.

Dentro de 60 dias, um grupo de oficiais do exército brasileiro chegara a Moçambique para iniciar a formação do contingente militar que vai compor a unidade de manutenção de paz moçambicana.

Esta informação foi revelada hoje, em Maputo, pelo Ministro brasileiro da Defesa, Nelson Jobim, a saída da audiência que lhe foi concedido pelo Presidente moçambicano, Armando Guebuza.

Segundo Jobim, o contingente moçambicano de manutenção de paz deverá contar com um efectivo de 700 militares.

“O objectivo principal da nossa cooperação neste momento é a formação de um contingente de operações de manutenção de paz que possa servir África. Já existe o quartel de Moamba, que cabem 700 soldados”, disse.

Jobim acrescentou que “faremos o treinamento aqui em Moçambique e posteriormente o contingente poderá fazer o treinamento no Brasil, mas faremos o início do treinamento aqui. Dentro de 30 a 60 dias, chegará um grupo de oficiais brasileiros para a implantação da unidade de manutenção de paz do exército de Moçambique”.

Jobim chegou hoje a Moçambique para uma visita de um dia, onde já assinou um memorando de entendimento com o Ministro moçambicano da Defesa, Filipe Nhussi, para materialização deste projecto e não só.

Moçambique possui um quartel destinado ao treinamento de militares, agentes da Polícia e civis seleccionados para participar nas missões internacionais de manutenção de paz, inaugurado no dia 7 de Outubro do ano passado.

Trata-se do Quartel de Batalhão de Operações de Apoio a Manutenção de Paz, localizado em Moamba, na província de Maputo, cerca de 70 quilómetros da capital moçambicana.

O quartel, que também é designado de Centro de Manutenção de Paz da Moamba, é constituído por um pavilhão de salas de aula, sala de planificação, cozinha e refeitório, bem como existe um dormitório ainda em construção.

A construção do quartel foi financiado pelo Reino Unido, num valor de cerca de 380 mil dólares norteamericanos, tendo a aquisição do material de cozinha e refeitório sido financiado pelos Estados Unidos da América, que desembolsaram perto de 300 mil dólares.

Moçambique tem vindo a participar em diversas missões internacionais de manutenção de paz ao nível da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral, União Africana e do Mundo, algumas delas financiadas pela Organização das Nações Unidas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!