Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Brasil 0 – Portugal 0: O que eles disseram depois do jogo

“Foi um jogo difícil. Portugal colocou muitos atrás porque o empate os favorecia. Tentamos até o final e tivemos duas ou três chances de golo. Mas não estamos felizes, porque o Brasil sempre joga para frente e para ganhar. Hoje, tivemos muita posse de bola, tentamos segurar e cansar o adversário e aí sim partir com segurança. Acho que o time foi regular dentro da competição, fez os resultados que tinha de fazer, teve postura de equipe e não deixou a desejar. Mas é claro que ainda temos de evoluir e melhorar, porque o grau de dificuldades também vai aumentar.” Dunga, técnico do Brasil.

“Foi um bom jogo, com uma atitude fantástica da equipa portuguesa. Todos os jogadores portugueses foram brilhantes pela forma como disputaram o jogo. Estamos na segunda fase, onde tudo vai ser tudo diferente. Foi um jogo difícil para nós, mas também para o Brasil. Entrámos de fato de macaco, porque o Brasil entrou muito forte, mas no final saímos de smoking. Foi um grande espectáculo de futebol e o empate é um resultado justo. Agora ninguém sabe o que vai acontecer, a única coisa certa é que, com este segundo lugar, temos quatro dias para descansar e não apenas três.” Carlos Queiroz, técnico de Portugal.

“Foi um jogo muito difícil conta uma das melhores equipas do torneio e julgo que foi um excelente jogo. Vamos ver qual será o nosso adversário nos oitavos-de-final, mas também não importa muito, porque acreditamos nas nossas capacidades e estamos muito confiantes para o que resta do torneio.” Cristiano Ronaldo, avançado de Portugal eleito melhor do.

“Sabíamos que seria um jogo disputado, com as duas equipes tentando manter a posse de bola porque sabiam que se classificariam com o empate. Mas lutamos muito e nossa equipe está de parabéns. O jogo foi difícil, todo mundo mostrou vontade e se esforçou ao máximo. Algumas jogadas mais duras aconteceram. Mas os dois jogaram na bola, isso é o que importa.” Lúcio, defesa do Brasil.

“Esta marca [apenas três golos sofridos nos últimos 19 jogos] é importante para mim e para toda a equipa. Defendemos como um todo e somos solidários. Estamos de parabéns, pois atingimos os nossos objectivos. O futuro? Todos os jogos são difíceis. Já vimos muitas equipas fortes a ir para casa. Vamos pensar jogo a jogo. O nosso primeiro objectivo foi alcançado.” Eduardo, guarda-redes de Portugal.

“Portugal de novo ficou atrás, partindo nos contra-ataques com o Cristiano Ronaldo e Simão. Foi importante termos passado em primeiro em um grupo muito difícil. Agora começa a fase de mata-mata e não podemos perder. Estou me sentindo bem. A proteção que estou usando nas costas é só por precaução, para evitar o pior. Agora vamos ter que seguir trabalhando, mas o grupo está confiante e vamos estar prontos para enfrentar qualquer adversário.” Júlio César, guarda-redes do Brasil.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!