Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Boxe: Ferroviário de Maputo bicampeão da Cidade de Maputo

Boxe: Ferroviário de Maputo bicampeão da Cidade de Maputo

O Ferroviário de Maputo sagrou-se no passado sábado (8) bi-campeão da cidade de Maputo na modalidade de boxe. Os locomotivas somaram nove medalhas de ouro, mais sete que o Estrela Vermelha de Maputo. O Matchedje foi a formação que surpreendeu pela negativa ao terminar a prova no último lugar do pódio com apenas uma medalha de ouro.

Depois de vários meses sem competições, a Associação de Boxe da capital do país realizou no passado sábado um torneio, o Campeonato da Cidade de Maputo, por sinal a segunda prova do ano depois do Torneio de Abertura. No certame disputado no ginásio da Escola Secundaria Francisca Manyanga, o Ferroviário de Maputo não deu espaços para manobras aos seus rivais, vencendo nove finais contra duas do Estrela Vermelha que regressou ao convívio dos grandes do boxe moçambicano.

A vitoria dos locomotivas começou a desenhar-se com os triunfos de Zacarias Simão, na categoria dos – 49 kg e Vusane Maquina nos – 52 kg, o pugilista mais novo dos irmãos Maquina, que não tiveram dificuldades para superar os seus oponentes. Para a revalidação do título por parte do emblema locomotiva foram indispensáveis os préstimos de Lourenço Cossa que ganhou uma medalha de ouro nos -75 kg e Isac Dimande nos + 91 kg, também apelidado por pesos pesados.

Neste certame, o destaque foi para o combate que colocou frente a frente Isac Dimande, Ferroviário de Maputo, e João Baptista do Matchedje, nos pesos pesados, em que o vencedor foi encontrado no critério do ferimento, porque no final do primeiro assalto ambos estão gravemente feridos, necessitando de assistência medica e os juízes tiveram que escolher o vencedor na base do ferimentos dos atletas e o pugilista do Ferroviário de Maputo levou a melhor sobre o seu rival por estar menos ferido em relação ao seu oponente.

O outro embate que marcou a edição do Campeonato da Cidade de Maputo do presente ano, foi o que colocou Francisco Massitela e Lourenço que não terminou devido a desistência do último Para além de apurar os novos campeões da cidade, a prova serviu igualmente para apurar os representantes da capital no Campeonato Nacional que poderá ter lugar na província da Zambézia.

Como forma de protestar decisão dos juízes Ferroviário assalta o ringue

Além dos embates que deliciaram os mais de 200 espectadores que se fizeram ao ginásio o Campeonato de Boxe da cidade de Maputo ficou marcado não só pela revalidação do título por parte do emblema locomotiva, mas também pela forma inusitada encontrada por aquela colectividade para protestar a derrota de Valdo António ante André Simeão do Matchedje, por decisão dos juízes.

Depois do anúncio do resultado do combate renhido entre Valdo António ante Simeão, com vitória para o segundo por decisão de todos os juízes, os atletas e treinadores do ferroviário de Maputo “assaltaram” o ringue em forma de protesto contra a decisão. Os pugilistas “locomotivas” só saíram do ringue depois de cerca de uma hora de negociações que incluíram chamadas a um membro da direção do clube.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!