Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Bojan comanda Ferroviário de Maputo para o terceiro título de basquetebol masculino em Moçambique

Bojan comanda Ferroviário de Maputo para o terceiro título de basquetebol masculino em Moçambique

Foto de Adérito CaldeiraO Ferroviário da Beira conseguiu acabar com a invencibilidade do Ferroviário de Maputo mas não teve estofo para vencer o Campeonato de basquetebol sénior masculino, depois de perder o jogo 4 sucumbiu na finalíssima, disputada no sábado(13), por 69 a 56 pontos. O internacional sérvio Bojan Sekicki, coadjuvado por Luís de Barros e Édson Monjane, comandou os “locomotivas” da capital do País que chegaram ao seu sétimo título nacional vingando a final perdida em 2013/2014. “Vínhamos com a lição bem estudada, o jogador número 13 da equipa do Ferroviário da Beira(Jimmy Williams) é extremamente forte e anulamos-lhe” revelou a segredo da vitória o treinador Milagre Macome.

O cesto inicial dos “beirenses” seguido por uma “bomba” de Octávio Magoliço deram a impressão que a equipa de Nazir Salé ia tentar cedo ganhar vantagem no 5º jogo da final mas quando a vantagem chegou aos 6 pontos Milagre Macome parou a partida e pôs Bojan Sekicki no comando dos “locomotivas”.

O sérvio começou por somar os primeiros pontos da linha de lançamentos livres mas mais do que o jogo individual Bojan fez a equipa a jogar, na defesa Édson Monjane usava o seu porte para bloquear os ataques e uma “bomba” de Ermelindo Novela colocou os “maputenses” pela primeira vez na frente do placar.

As defesas jogavam melhor que os atacantes e Jimmy Williams conseguiu abrir caminho e fazer cambalhota no placar. Uma vantagem prontamente anulada por Hélton Ubisse. O base norte-americano do Ferroviário da Beira ainda voltou a dar nova vantagem de 1 ponto mas Luís de Barros garantiu a vitória dos “maputenses” no término do 1º período.

Custódio Muchate marcou os primeiros 2 pontos do 2º período, Chukwunike Okosa reduziu mas Bojan Sekicki com o seu primeiro triplo da partida alargou para 4 pontos a vantagem.

Muito bem anulado Jimmy tentava da linha de lances livres somar alguns pontos mas a sua pontaria não estava acertada. O internacional sérvio, com outra “bomba” aumentou para 7 pontos a liderança, depois de Luís de Barros somar 2 pontos. O experiente internacional moçambicano alargou a vantagem para 9 pontos e Bojan, abrindo caminho entre os “beirenses” e atirando de costas”, aumentou a liderança para 11 pontos.

Nazir Salé parou a partida mas no reatamento Augusto Matos, com uma “bomba”, alargou ainda mais a vantagem que chegou aos 17 pontos com os cestos de Helton Ubisse e Luís de Barros.

Jimmy tentava manter os “beirenses” na disputa mas os pupilos de Milagre Macome mostravam o seu basquetebol, que faltou nas primeiras 3 partidas da final e, com o cronómetro a estourar, Luís de Barros voltou a mostrar a supremacia dos “maputenses” que saíram para o intervalo a vencer por 39 a 18 pontos.

“Maputenses” rendem-se a Bojan que fez jogar, encestou e deu espectáculo

Elvis Houana abriu o marcador depois do descanso porém Bojan Sekicki respondeu com outra “bomba” colocando a vantagem em 22 pontos para a equipa de Maputo. Nada saía bem ao Ferroviário da Beira nem ao lutador Octávio Magoliço, que com Jimmy havia garantido as anteriores vitórias.

Abel Mubetene encestou 2 pontos e Jimmy acertou, enfim, mais um triplo mas depois de Milagre Macome pedir um minuto Édson Monjane deixou a vantagem em 19 pontos.

Nazir também pediu um minuto para reorganizar a sua equipa que reduziu a desvantagem para 11 pontos novamente Bojan e Augusto Matos, que sem brilhar voltou a ser um lutador incansável, aumentaram para 15 pontos.

Édson Monjane não só brilhava a defender como esteve quase exímio na linha de lançamentos livres, em contrate com os “beirenses” que tinham pouca confiança para lançar pois muitas tentativas não tinham caído.

Após uma pequena reacção dos “locomotivas” do Chiveve Luís de Barros deu espectáculo enganando a todos oponentes e deu nova vantagem de 19 pontos. Augusto Matos e Bojan Sekicki alargaram a vantagem para 21 pontos antes de Ismael Nurmamad acertar o seu primeiro triplo na finalíssima.

Mas Bojan estava em mais uma noite sim, tal como no jogo 4, e quando a defesa “beirense” fechava os caminhos para o cesto com os seus dribles conseguiu abrir caminho e deixando os adeptos presentes no pavilhão rendido à sua classe.

Com pouco mais de 3 minutos para jogar, com Jimmy sentado no banco, Ismael Nurmamad lutava para inverter o inevitável, com uma “bomba” reduziu a desvantagem para 17 pontos e Policarpo Zambeze diminuiu para 15 pontos.

Ferroviário da Beira rende-se antes da finalíssima acabar

Da linha de lançamentos livres Augusto Matos aumentou para 16 pontos. Elvis reduziu para 13 pontos mas, com 55 segundos para jogar, a festa dos “maputenses” começou nas bancadas a abarrotar de adeptos.

Importa salientar o excessivo número de pessoas presentes para assistir a finalíssima, muitos em pé e até dentro da quadra houveram adeptos sentado, perante meia dúzia de agentes da Lei e Ordem e sem a presença dos bombeiros. O acesso para dentro e fora do pavilhão do Maxaquene esteve condicionado a portões trancados que algum dia poderão originar uma tragédia.

Na quadra Augusto Matos encestou mais 2 pontos para os vices dos dois últimos Campeonatos e, com mais de duas dezenas de segundos para jogar, os “beirenses” deram-se por vencidos.

“Faltou-nos paciência no ataque”

“Cometemos alguns erros no ataque, não tivemos calma suficiente e paciência jogando perto dos 24 segundos, falhamos algumas bolas fáceis mas é assim mesmo, uma final é mesmo assim, há que dar os parabéns ao nosso adversário mas vamos continuar a trabalhar e não desistimos” começou por reagir Nazir Salé.

Questionado se a estratégia de anular o seu base norte-americano foi decisiva para a derrota o treinador do Ferroviário da Beira disse que “o Jimmy é um bom jogador dá uma certa vantagem em termos ofensivos mas o que nos faltou precisamente hoje foi paciência no ataque, jogar perto dos 24 segundos e dar realmente razão a aquilo que nós percebemos do nosso adversário”.

O experiente treinador moçambicano garantiu que vai continuar a treinar a equipa do Chiveve, “tenho um vínculo por dois anos. Vamos continuar a trabalhar e manter esse foco (conquistar o Campeonato), não vamos desistir, vamos melhorar acima de tudo aquilo que é a nossa prestação e tentarmos encontrar formas de melhor ombrear com as equipas que têm muito mais competição que a nossa”.

“Nos últimos dois jogos já estivemos mais concentrados, eliminamos a ansiedade e foi o que se viu”

“A vitória é de cada jogador porque fizeram de tudo para conquista-la, foram a procura da vantagem e conseguiram superar a equipa do Ferroviário da Beira. Em segundo lugar para a direcção do clube que criou as condições básicas para nós conquistarmos este lugar. Em terceiro lugar para o povo, para os adeptos do Ferroviário, para a minha família, estamos todos de parabéns” começou por dizer o Milagre Macome que declarou que ainda que “durante a época desportiva nós fomos a equipa mais forte, a equipa mais competitiva, era injusto se nós tivéssemos perdido este campeonato”.

Para o treinador do Ferroviário de Maputo “o segredo da vitória foi trabalho, muito rigor defensivo. Vínhamos com a lição bem estudada, o jogador número 13 da equipa do Ferroviário da Beira(Jimmy Williams) é extremamente forte e anulamos-lhe”. Efectivamente os “locomotivas” da capital do País não começaram bem os play-offs mas dos dois últimos, dos cinco jogos acabaram por ser fáceis de vencer.

Milagre Macome revelou ao @Verdade que a sua equipa “vinha a fazer jogos que não eram nossos, andávamos um bocado ansiosos e com falta de concentração. Nos últimos dois jogos já estivemos mais concentrados, eliminamos a ansiedade e foi o que se viu”.

O título ora conquistado pelo Ferroviário de Maputo junta-se aos troféus nacionais de 1975, 2005, 2006, 2007, 2008, 2011.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!