Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Benítez deixa Liverpool após seis anos no comando dos ‘Reds’

Após seis anos no comando do Liverpool e de uma vitória épica contra o Milan na final da Liga dos Campeões de 2005, o espanhol Rafael Benítez deixará de treinar a equipe inglesa depois de uma má temporada para a equipe, confirmou o clube esta quinta-feira. “É muito triste para mim anunciar que deixarei de ser treinador do Liverpool, gostaria de agradecer todo o pessoal e os jogadores por seus esforços”, disse Benítez em declarações à página dos ‘Reds’ na internet.

“Sempre guardarei no meu coração os bons momentos que vivi, o apoio forte e leal dos torcedores nos momentos difíceis e seu amor pelo Liverpool”, acrescentou. “Não tenho palavras para agradecer por todos estes anos e estou muito orgulhoso de ter sido o treinador do Liverpool”, destacou.

Benítez, que entrou para os ‘Reds’ em 2004, poderá ir para o Inter de Milão, que está procurando novo técnico desde que o português Jose Mourinho foi para o Real Madrid, pouco depois de ter vencido a Liga dos Campeões de 2010 contra o Bayern de Munique, na capital espanhola. Após uma bem sucedida passagem de três anos pelo Valencia (2001-2004), o técnico madrilense chegou a Anfield e em poucos meses conseguiu uma vitória inesquecível na final da Liga da Champions de 2005, contra o Milan, que o transformou em herói para os torcedores do clube inglês.

Mas embora tenha conquistado a Copa da Inglaterra um ano depois e tenha voltado a levar a equipe para a final da ‘Champions’ em 2007 (perdida para o Milan), ‘Rafa’ não conquistou o título de campeonato que o clube aspirava há 20 anos. Na última temporada, a equipe terminou em sétimo, a 23 pontos do campeão, Chelsea, e não conseguiu passar da fase de grupos da Liga dos Campeões. Com estes resultados, o cargo de Benítez estava na corda bamba há várias semanas, ainda mais desde que se romperam as negociações sobre sua renovação com o presidente do clube, Martin Broughton, e do diretor executivo, Christian Purslow.

A saída de Benítez gerou especulações sobre quem será seu substituto à frente dos ‘Reds’, e esta quinta-feira a influente ex-estrela do Liverpool, Mark Lawrenson, afirmou em declarações à BBC que o escocês Kenny Dalgusih seria a pessoa ideal para o cargo.

Outros pretendentes são Roy Hodgson, que levou o Fulham para a final da Europa League na campanha 2009-2010, Martin O’Neill, treinador do Aston Villa, ou o holandês Guus Hiddink.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!