Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

África do Sul compromete-se a estreitar relações com Sofala

As autoridades Sul Africanas acabam de expressar o seu comprometimento em estreitar cada vez mais as relações entre o seu País e a Província de Sofala, no Centro de Moçambique – segundo deu a conhecer ontem ao nosso jornal o Director Provincial das Obras Públicas e Habitação, Marcelo Amaro.

Na qualidade de Membro do Governo Provincial de Sofala, Marcelo Amaro acompanhou há dias a primeira visita a este ponto do País do novo Alto Comissário Sul Africano em Moçambique, Dikgang Moopeloa. Em contacto com O Autarca, ontem a tarde, no seu gabinete de trabalhos, Amaro revelou o interesse demonstrado pelos sul africanos em explorar as potencialidades que a Província de Sofala oferece, nomeadamente nos domínios Energético, Agricultura, Transportes e Comunicações, Desenvolvimento de Infra-Estruturas, Recursos Hídricos, Turismo, Lazer, Entretenimento e Desporto.

Além destas, importa salientar que Sofala também possui grandes potencialidades sobretudo no sector das Pescas, o que justifica uma das maiores empresas pesqueiras em Moçambique estar baseada nesta província, nomeadamente a Pescamar. Amaro explicou que a visita de Dikgang Moopeloa a Sofala tinha em vista a sua apresentação na qualidade de novo Alto Comissário Sul Africano em Moçambique, além de conhecer as potencialidades e ver as possibilidades de trabalho entre esta província e o seu País.

Nessa sua primeira deslocação a Província de Sofala, que aconteceu entre os dias 25 e 26 de Maio último, Moopeloa fazia-se acompanhar de uma representante da ESKON, Companhia de Electricidade Sul Africana e ainda de dois assessores designadamente um para a área Económica e outro para a área Política, além de um funcionário do Barklays, pertencente a um dos principais grupos banqueiros sul africano ABSA, o qual serviu de interprete e tradutor.

Refira-se, entretanto, que a África do Sul faz parte dos países principais investidores em Moçambique, tendo no ano passado ocupado a quinta posição com uma contribuição de cinquenta e cinco milhões de dólares, correspondentes a 71 projectos de investimentos. Ao nível da Província de Sofala, em 2009 também ocupou a quinta posição da lista dos principais países investidores, tendo contribuído com 4.4 milhões de dólares – de acordo com dados do Centro de Promoção de Investimentos (CPI), fornecidos ao nosso jornal

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!