Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Batalha é acelerar e tornar sustentável a luta contra a pobreza

O candidato da Frelimo a Presidência da República, Armando Guebuza, disse quarta-feira, em Gôndola, província central moçambicana de Manica, que a actual principal batalha é tornar sustentável a luta contra a pobreza. Guebuza falava a centenas de militantes e simpatizantes da Frelimo, num “showmicio” de campanha que marcou o encerramento da primeira etapa da ‘caça’ ao voto, que já o levou a todas as 11 províncias, desde o lançamento da campanha, a 13 de Setembro ultimo.

“A nossa grande batalha é tornar sustentável a luta contra a pobreza”, disse Guebuza, explicando, mais adiante, que esta sustentabilidade será alcançada quando cada interveniente, por aquilo que fizer no seu dia a dia, ser capaz de criar riqueza. Para Guebuza, esta é a razão pela qual o Governo da Frelimo dá ênfase a educação, por ser uma área que habilita os cidadãos com conhecimentos de como se pode criar riqueza.

Ele acrescentou que se a escola forma um técnico agrário esta a capacita-lo para saber como se pode melhorar a produção. “Devemos todos acelerar o combate a pobreza, explorando todas capacidades produtivas ao nosso alcance”, indicou Guebuza que, no acto, manteve um franco e construtivo dialogo com os que acorreram ao local do encontro popular, sobre esta matéria.

Ainda sobre a sustentabilidade do combate a pobreza, Guebuza explicou, a título ilustrativo, que quando um indivíduo compra uma motorizada não significa tudo. Este motociclo – explicou – precisa de ser mantido em funcionamento, requerendo óleos e lubrificantes, que também precisam de recursos que só quem produz pode adquiri-los . “Isto é que é combater a pobreza”, frisou Guebuza, que ainda esta quarta-feira rumou para Maputo, a capital do país.

GUEBUZA E FRELIMO SÃO OS REAIS CANDIDATOS – POPULAÇÃO DE GÔNDOLA

Um dos dois cidadãos que testemunhou as realizações da Frelimo e do seu candidato durante o mandato prestes a terminar disse que Guebuza, logo cedo, percebeu que a pobreza só pode acabar quando os moçambicanos tiverem conhecimento cientifico, razão pela qual apostou muito na expansão da educação, a todos níveis. Quarta-feira, segundo a fonte, Gôndola já tem uma instituição de ensino superior, para alem de outras do ensino geral e técnico-profissional. Porque o saber fazer também requer boa saúde, a mesma fonte atribuiu a Guebuza o facto de o sector da Saúde estar também a expandir.

Gôndola, para alem de possuir médicos, vai testemunhar, próxima semana, a inauguração de mais um posto de saúde. “Nos voltamos a afirmar que Guebuza e Frelimo são os nossos reais candidatos e não há outros a altura”, indicou a fonte, que fez uma radiografia geral das principais realizações em todo o distrito de Gôndola. Ele disse ainda que o sector da agua melhorou muito com a entrada em funcionamento de um novo sistema de abastecimento de agua e que beneficia cerca de oito mil pessoas.

Já no sector da energia, a fonte referiu que, em Gôndola, este recurso já anda atrás das pessoas e não o contrário, como acontecia anteriormente. O fundo dos “sete milhões de meticais” foi uma das demais iniciativas que mereceram elogios por parte da população de Gôndola, por ter criado cerca de 630 postos de trabalho, entre outros benefícios. Entretanto, Guebuza inicia Quintafeira uma outra etapa de ‘caça’ ao voto em alguns pontos estratégicos no Sul, Centro e Norte do país.

Assim, Guebuza vai trabalhar no distrito de Chokwe, em Gaza, para depois escalar Buzi, em Sofala, e Mocuba, na Zambézia. No próximo Domingo, Guebuza vai encerrar a sua campanha num “mega showmicio” em Nampula.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!