Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Banco Mundial financia 52 projectos em 20 anos

Entre 1985 e 2005, o Banco Mundial (BIRD) financiou 52 projectos de desenvolvimento socioeconómico de Moçambique avaliados em cerca de 2815,8 biliões de dólares norte-americanos, desembolsados pela Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA).

Um total de 31 daqueles projectos já se encontra encerrado, continuando activos os restantes 21, segundo aquela instituição internacional do sistema de Bretton Woods, realçando que o crédito é concedido a uma taxa de compromisso de 0,5%, outra de serviço de 0,75% e uma maturidade de 40 anos que inclui um período de graça de 10 anos.

Os empréstimos estão a ser feitos através de créditos concessionais, ou seja, empréstimos com juros, e em forma de subvenções, segundo ainda o Banco Mundial, ajuntando que, a partir de Junho de 2005, os cerca de 20 projectos em execução foram em crédito e subsídios num montante global de 1038 milhões de dólares.

Cerca de 53% daquele valor foram direccionados para infra-estruturas, enquanto a Educação e Saúde ficaram com 20%, contra 16% de crédito e subsídios alocados ao Sector Público.

O Sector Privado e de Desenvolvimento Industrial beneficiou de 7%, ou seja, 74 milhões de dólares, contra 4% (40 milhões de dólares), endossados à Agricultura, Desenvolvimento Rural e Recursos Naturais.

Muito recentemente, este último sector beneficiou de um crédito de 70 milhões de dólares em apoio à implementação do Projecto do Desenvolvimento da Irrigação Sustentável para aumentar a produção agrícola comercializada e produtividade com recurso a novos ou melhorados sistemas de irrigação nas províncias de Sofala, Manica e Zambézia.

O mesmo valor vai também apoiar directamente os pequenos agricultores através da adopção de tecnologias de produção melhoradas e knowhow em relação à irrigação, competências técnicas complementares necessárias para aproveitamento de todo o potencial da água na agricultura, para além de melhorar as técnicas de pós-colheita, acesso a serviços financeiros e de extensão e criar ligações mais estreitas com potenciais oportunidades de mercados.

Refira-se que o apoio financeiro do Banco Mundial ao Programa Nacional de Irrigação tem a duração de seis anos, ao longo dos quais irá beneficiar directamente cerca de 16 mil agricultores daquelas três províncias do Centro de Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!