Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Banco de Moçambique tenciona instalar dispositivos anti-clonagem de cartões nas ATMs

O Banco de Moçambique vai instalar, brevemente, dispositivos adequados para evitar a clonagem de cartões nas ATM’s, um fenómeno que já está a afectar o país.

Esta decisão foi anunciada, esta semana, pelo Governador do Banco de Moçambique, Ernesto Gove. “Vamos, a breve trecho, equipar as ATM com dispositivos que contrariam os dispositivos de clonagem de cartões. A clonagem de cartões é um crime transfronteiriço e só recentemente Moçambique ficou afectado, mas em muitos países, como os da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral, de África e resto do mundo o fenómeno já é preocupante”, referiu.

Segundo o Governador, os casos registados em Moçambique ainda são muito reduzidos, mas são motivo de preocupação para as autoridades moçambicanas.

Assim, de acordo com aquele dirigente, estão a ser tomadas medidas para que o cidadão nacional encare o cartão bancário como meio seguro, rápido e eficiente para efectuar pagamentos, ao invés do uso de dinheiro em numerário.

“Foram reportados no país alguns casos de colocação de dispositivos de clonagem de cartões nas ATM’s que podem levar à sua utilização fraudulenta. São casos em número muito reduzido, mas isso não nos tranquiliza. Por isso, estamos a tomar medidas” disse.

“Estamos a trabalhar com nossos parceiros do sistema bancário nacional e com a polícia na criação de soluções para que os equipamentos sejam adequados e para que os utentes possam utilizar as ATM’s e POS’s à vontade e com confiança” acrescentou.

Gove diz que a instituição que dirige tem privilegiado a transmissão de informação aos cidadãos sobre as precauções que devem ser tomadas para não serem colhidos de surpresa por esquemas fraudulentos.

Algumas medidas a serem tomadas na conservação e uso de cartões nas ATM’s e POS’s incluem proteger o teclado quando o utente estiver a digitar o código de segurança (PIN), nunca perder de vista o cartão de pagamento e perante terceiros, bem como certificar que recebeu o cartão de volta assim que terminar uma transacção.

Outra medida importante é evitar que indivíduos suspeitos, que estiverem a circular próximo da área da ATM, tenham acesso às informações sobre o cartão e PIN do utente.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!