Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Banco de Moçambique reduz taxa de juro da FPC e coeficiente de Reservas Obrigatórias

O Banco de Moçambique (BM) acaba de reduzir para 15% a taxa de juro da Facilidade Permanente de Cedência (FPC) e para 8,5% o coeficiente de Reservas Obrigatórias, a partir de sete de Janeiro de 2012. As medidas visam garantir um crescimento da economia moçambicana de 7,5% do Produto Interno Bruto (PIB) e contenção da inflação média anual em cerca de 7,2%, em 2012, segundo o Comité de Política Monetária daquela instituição estatal que serve de banqueiro do Estado.

O BM decidiu também intervir nos mercados interbancários de modo a assegurar que o saldo da base monetária não ultrapasse os 35.792 milhões de meticais no final de Dezembro de 2011.

Crédito à economia

Entretanto, em Outubro de 2011, o saldo do crédito à economia situou-se em 95.066,4 milhões de meticais, o equivalente a uma expansão anual de 3,5%, após 3,2%, no mês anterior, e 43,6% em igual período de 2010.

Já no que respeita ao saldo preliminar das Reservas Internacionais Líquidas, em Novembro último, foi de 2149 milhões de dólares norte-americanos, o equivalente a uma constituição de oito milhões de dólares no mês e uma melhoria de 247,1 milhões de dólares no ano.

Em termos de reservas internacionais brutas, este saldo corresponde a 5,6 meses de cobertura de importações de bens e serviços não factoriais projectados para 2011.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!