Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

BAD desembolsa 65,5 milhões USD para águas e estradas

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) vai desembolsar cerca de 65,6 milhões de dólares para financiar o Programa Nacional de Abastecimento de Água Rural (PRONASAR) a ser implementado nas províncias moçambicanas de Nampula, Norte do país, e Zambézia, no Centro.

 

 

Trata-se de um valor global resultante de créditos e donativos que também se destina a apoiar o Projecto Suplementar de Construção de Estradas Lichinga-Montepuez, uma via que liga estas duas cidades das províncias de Niassa e Cabo Delgado, respectivamente.

Os acordos de concessão destes montantes foram assinados, segunda-feira, em Maputo, pelo Ministro da Planificação e Desenvolvimento, Aiuba Cuereneia (em representação do Governo moçambicano) e pela Representante Residente do BAD, Alice Hamer.

Falando na ocasião, Aiuba Cuereneia destacou a parceria existente entre o Governo e o BAD há mais de 30 anos, salientando que estes acordos “são o testemunho de que o BAD continua um parceiro tradicional e estratégico do Governo de Moçambique, como o tem demonstrado nos últimos trinta anos de cooperação”.

Para o BAD, estes acordos significam a renovação do compromisso de apoiar o Governo de Moçambique na sua luta pela redução da pobreza, promoção do desenvolvimento sócio-económico sustentável, com vista à melhoria de condições de vida dos Moçambicanos, com particular enfoque nas comunidades rurais, segundo refere um comunicado de imprensa desta instituição financeira recebido hoje pela AIM.

Na ocasião, a Representante Residente do BAD reiterou o compromisso desta instituição financeira em continuar a apoiar o Governo de Moçambique nos seus esforços para a erradicação da pobreza e para o desenvolvimento sócio-económico de Moçambique.

Para o BAD, o PRONASAR vai contribuir para a expansão da cobertura no acesso a água potável nas zonas rurais, reduzindo drasticamente os focos de doenças provocadas por água não tratada.

Por outro lado, com a aprovação do Financiamento Adicional do Projecto de Estrada Montepuez-Lichinga, o BAD pretende juntar-se aos esforços do Governo e de outros parceiros de cooperação, contribuindo para a colocação de asfalto num troço de cerca de 270 quilómetros de estrada e com a construção de sete pontes ao longo do trajecto considerado corredor de desenvolvimento.

Acredita-se que esta estrada venha a contribuir para impulsionar as actividades económicas das zonas abrangidas, criando mais oportunidades de negócio e reduzindo o tempo e os custos de transporte de mercadorias e de passageiros.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!