Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Autorizados 1.450 trabalhadores estrangeiros em três meses

Um total de 1.450 cidadãos estrangeiros foram autorizados, nos últimos três meses deste ano, a trabalharem em diversas áreas de actividade em Moçambique. A África do Sul e Portugal são os países com mais cidadãos autorizados a trabalhar no país, com 440 e 414 trabalhadores, respectivamente. A seguir a estes dois países, segundo dados do Ministério moçambicano do Trabalho (MITRAB), vêm a Índia (com 331) e a China (265). O grosso dos cidadãos estrangeiros que vêm trabalhar para Moçambique preferem o sector de Construção Civil, Hotelaria e Turismo, em que Portugal e África do Sul se evidenciam.

 

Este último país tem igualmente protagonismo nos sectores da Indústria Transformadora, com incidências no projecto de Gás de Pande, na Província de Inhambane, assim como no Parque Industrial de Beluluane, no Distrito de Boane, Província de Maputo.

Portugal lidera, para além das áreas mencionadas, em Prestação de Serviços, enquanto que na área mineira, com o epicentro na Província de Tete, nos projectos de carvão mineral, o Brasil lidera o número de cidadãos estrangeiros que requereram vistos de trabalho em Moçambique. Os cidadãos de nacionalidade indiana preferem o sector do Comércio, geralmente.

Só no primeiro semestre deste ano, o Ministério do Trabalho passou vistos de trabalho a 4.050 cidadãos estrangeiros, contra os 10.916 de todo o ano de 2008, o que significa que no total, de 2008 até ao III Trimestre de 2009, Moçambique autorizou 12.418 trabalhadores estrangeiros.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!